Fechar
Buscar no Site

Para secretário, H.U. é um feudo

Por Chico Viana (médico e vereador de São Luís)

Estava me preparando para escrever um artigo sobre o desmoronamento da rede pública estadual depois dos resultados do ENEM /2010, mais uma vez envergonhado com os resultados apresentados pelo Maranhão, quando me ligaram a televisão e calhou ouvir o Secretário de Saúde, em transmissão pela TV Assembléia dizendo baboseiras. Empulhação sem limites.

O Secretário exibiu cifras e não serviço, reduziu a assistência médica em pecúnia, foi pródigo quando afirmou que o Estado gasta R$ 608 milhões para manter a rede pública estadual de assistência médica., R$ 510 milhões de recursos próprios e R$ 98 milhões do SUS.

Foi mal, corroborou, apenas, com o que a gente já sabia: O nosso suado dinheirinho serve para tudo, menos para dar assistência médica à população.

Pródigo de equívocos, chegou ao cúmulo de considerar o Hospital Universitário, um dos melhores Hospitais Universitários do Nordeste, , como um feudo, que o Município não quer assumir. E disse isso, lamentando que dos R$ 18 milhões, que recebe para do SUS para atender São Luis,, o Hospital Universitário “leva” R$ 10 milhões , absurdos R$ 10 milhões, que, convenhamos, representa pouco do custeio daquele importante e respeitado Hospital.

Não sabe ele quanto custa um transplante de rins, uma cirurgia de revascularização miocárdica, uma cirurgia bariátrica, enfim o que é e quanto se gasta em atendimentos de alta complexidade para os quais o nosocômio é credenciado pelo SUS.

Sei que vai dar trabalho. É difícil para um leigo sequer soletrar os procedimentos, mas como declarou-se em sua exposição, o supra-sumo do gestores de saúde, afirmando sem a menor modéstia, que se o Professor Gutemberg, não tivesse condições de resolver os problemas de saúde do Municípo, lhos entregasse, que ele resolveria, com o seu profundo conhecimento de gestão de saúde,- passo-lhe quais são os procedimentos de alta complexidade realizados no HU que ele difama ao epitetar de feudo. Vamos lá, Secretário, e mande alguém do ramo lhe diga o que estes R$ 10 milhões:

ALTA COMPLEXIDADE :Conjunto de procedimentos que, no contexto do SUS, envolve alta tecnologia e alto custo, objetivando propiciar à população acesso a serviços qualificados, integrando-os aos demais níveis de atenção à saúde (atenção básica e de média complexidade). As principais áreas que compõem a alta complexidade do SUS, e que estão organizadas em “redes”, são: assistência ao paciente portador de doença renal crônica (por meio dos procedimentos de diálise); assistência ao paciente oncológico; cirurgia cardiovascular; cirurgia vascular; cirurgia cardiovascular pediátrica; procedimentos da cardiologia intervencionista; procedimentos endovasculares extracardíacos; laboratório de eletrofisiologia; assistência em traumato-ortopedia; procedimentos de neurocirurgia; assistência em otologia; cirurgia de implante coclear; cirurgia das vias aéreas superiores e da região cervical; cirurgia da calota craniana, da face e do sistema estomatognático; procedimentos em fissuras lábio palatais; reabilitação protética e funcional das doenças da calota craniana, da face e do sistema estomatognático; procedimentos para a avaliação e tratamento dos transtornos respiratórios do sono; assistência aos pacientes portadores de queimaduras; assistência os pacientes portadores de obesidade (cirurgia bariátrica); cirurgia reprodutiva; genética clínica; terapia nutricional; distrofia muscular progressiva; osteogênese imperfecta; fibrose cística e reprodução assistida.”

Nunca ouvi tantas tolices e sofismas em minha vida como na terça.

Afirmou que o Estado e o Município estariam em completo colapso , não fosse sua recente atuação na área de saúde do Estado ( Roseana não sabe o que perdeu em todos estes anos de governo..) e arrematou, numa estatística doméstica: 70% dos pacientes atendidos na cidade, são atendidos na rede estadual.

Que rede? Para atendimento de clínicas, pelo menos as mais básicas, clínica médica e cirúrgica, só existe um, eu disse UM hospital, o Hospital Geral, hoje reduzido à metade, e com atendimento direcionado para tratamento quimioterápico e cirurgias eletivas.Mais não disse, porque mais não tinha.Sequer explicou a desativação do único hospital que atendia aidéticos e tuberculosos no Estado. É claro que nem falou, dos 60% dos pacientes do interior do Estado que se abarrotam em 170 macas do Socorrão II e 60 do Socorrão I.. Não falou das 60 cirurgias que São realizadas diàriamente , só no Socorrão II. Acha muito os R$ 1.4 milhão que o SUS lhe repassa para tal.

Ele não conhece nada, sequer sabe o piso nacional do salário do enfermeiro, pergunta que lhe foi feita quando contestada pela deputada Deputada Valéria Macedo, enfermeira, , ao informar que aqui já se pagava há muito tempo. O cidadão não sabia de nada

Não dá para comentar mais o assunto, é nauseante. Informações tão vazias e argumentação tão pífia.

Vamos aproveitar para apenas registrar outro fracasso, que com certeza, fosse ele responsável pela pasta, já teria resolvido pela falácia.

Das 13.691 escolas do segundo grau no Maranhão, 12.886, são públicas e 805 particulares. Na avaliação do ENEM, dentre as cem primeiras do Estado , seis, são estaduais, outras oito são federais. Uma só na capital , o Liceu Maranhense ficou entre elas, com 594,90 pontos. No ranking” nacional corresponde ao 3.145º. Como sempre, dentre as vinte piores, cinco do Maranhão, todas estaduais.

Mas fiquem tranqüilos, logo, logo, isto pode ser mudado em um passe de mágica e muito cinismo.

N.A: O Secretário não pode negar o que disse, está tudo gravado e reproduzido no D.O da Assembléia.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

8 respostas para “Para secretário, H.U. é um feudo”

  1. gutemberg santos disse:

    Engraçado Chico, tú foste Diretor do Socarrão e é sabedor que não foram feitos investimento nenhum. Tu estou para ser médico e te formou em capacho, capacho de um político decrepito que se perdeu e segue sem rumo e tão somente segue conselhos de amilhados como você que se comporta como um verdadeiro cão de guarda que segue ordem do adestrador. Triste fim Chico, prefiro o Homem que não engana ele é mais autêntico.

  2. gutemberg santos disse:

    Engraçado Chico, tú foste Diretor do Socorrão e é sabedor que não foram feitos investimento nenhum. Tu estudou para ser médico e te formou em capacho, capacho de um político decrepito que se perdeu e segue sem rumo e tão somente segue conselhos de amilhados como você que se comporta como um verdadeiro cão de guarda que segue ordem do adestrador. Triste fim Chico, prefiro o Homem que não engana ele é mais autêntico.

  3. Indagador Mor disse:

    Para Gutemberg:
    Tu não acrescentaste nada.Alem de ter um português fajuta, quis dar uma consertada no soneto e saiu muito mais ruim o teu texto. Não defendo Chico Viana … Não o conheço! mas conheço as realidades sociais de nossa gente.sou professor com formação pela UEMA, mas diante do caos que se instalou no Maranhão, somente um senhor , como o Senhor tem a coragem para fazer apologia aos desmando em que as áreas sociais de nosso estado esta vivendo. É vergonhoso ter que levar um doente para Teresina (no piaui0 e voltar sem atendimento, porque o seu “Ricardo Murah” cortou o convênio que havia co aquele estado. é lastimável que quem se desloque do interior deste “estado” tenha que se contentar em ficar em camas fétidas dos Socorrões, porque o “Estado” se recusa em fazer parceria na área de saúde. é lastimável que se tenha que engolir a entrega do “Hospital do IPEM para o SUS”, quando aquele prédio e tudo o que existe ali é de nossa propriedade, dos servidores públicos deste “Estado”.É lamentável que se tenha alguém que tenha prazer em se comprazer com as injustiças sociais que se comete neste “Estado” e ainda tem a complacência de gente como o Senhor. Pouco me interessa se “Chico Viana” é capacho deste ou daquele, o que me revolta mesmo é a nossa capacidade de avaliação de nossos agentes públicos… Via de regra agindo como déspotas , e surrupiando o erário público com a conivência de gente igual ao Senhor. Sexta Feira sair de minha cidade , na maltratada “Baixada ocidental Maranhense” e tive a tristeza de ouvir de um agente de saúde nas UPAs : Aqui não atendemos clientes com esse tipo de doença… Mas o Socorrão atende! Levei o Paciente ao “Socorrão” e o que eu vi cortou-me o coração… macas espalhadas nos corredores , médicos e enfermeiras fazendo atendimento de guerra ! O que acontece no Maranhão, é ato de improbidade contra a saúde pública. Eu assisti, na galeria da Assembléia Legislativa o Secretário de Estado da Saúde do Maranhão dando desculpas esfarrapadas sobre gastos com a saúde , mas em nenhum momento ele se referiu ao estado de abandono em que os cidadãos deste Estado estão submetido. A construção de prédios não significa que se tenha um órgão ali funcionando. Leio e acompanho que os “Hospitais de Campanha”, prometidos nos períodos eleitoreiros , nem 10%”(dez por cento)” foram entregues á população… E , ainda vem o senhor , sair de uma geladeira , onde são guardados os bajuladores de plantão , querer fazer nuvem de fumaça , em contestação ao que sabiamente é apresentado por esse tal “Chico Viana”!
    Sobre os dados do ENEN, o que o senhor tem a informar?
    _Indagador Mor!

  4. pericles santos disse:

    Chico tem muito tempo para escrever as merdas que escreve, aposentou-se por invalidez com 36 anos de idade, e como vereador, ” dá um duro miserável, como todos os outros vereadores dão”.
    Provavelmente vai aposentar-se tambem como vereador ( por invalidez é claro)

  5. Chico Viana disse:

    Caro John:
    São sempre os mesmo, mudam de nome, mas continuam com as agressões vernalulares e pessoais, à falta de argumento para discutir idéias e fatos.
    Não vale pena baixar o nível para responder insultos tão desprovidos da menor substância, sustentados pela verrina e ódio.
    Sigo o meu caminho, alheio a tudo isso, são minorias incapazes de gestar algo de bom, mesmo um só palavra em que se vislumbre isenção

  6. Adriano Santos disse:

    John e Chico, investiguem por quê o SAMU de Ribamar foi inaugurado ontem sem estar totalmente pronto e sem a devida regulação médica de SLZ. Houve reuniões nesta quinta (SAMU) e na sexta (SEMUS) e há muito impercilhos pendentes… A própria secretária de saúde de SJR comentou, nesta 1ª reunião, que ele iria ser inaugurado como obra politica, mas sem o devido preparo e sem ajuda NENHUMA do Estado (leia-se Ricardo Murad), mesmo sabendo que os médicos do SAMU SLZ estão com uma pauta extensa de reivindicações pendentes…

  7. Teotonio de Souza disse:

    Enquanto se discute os recursos e as competências do Socorrão I e II de São Luís, os municípios do interior ficam mandando seus doentes para a Ilha e desviando absurdamente os parcos recursos da Saúde. Fiquei estarrecido ao saber o que significa Saúde Básia, Baixa Complexidade e Alta Complexidade pagas pelo SUS, conhecer a miséria que o sistema de Saúde de Miranda do Norte oferece aos seus habitantes e saber que o prefeito recebe recursos para ALTA COMPLEXIDADE, há mais de ano. Quem autoriza esta sagria de um sistema tão importante para a vida das pessoas? Principalmente os mais carentes? Ninguem percebe os absurdo de um município que é passagem de tantas autoridades, imagine dos municípios mais isolados!
    Para quem não sabe o que significa Alta Complexidade:
    ALTA COMPLEXIDADE:Conjunto de procedimentos que, no contexto do SUS, envolve alta tecnologia e alto custo, objetivando propiciar à população acesso a serviços qualificados, integrando-os aos demais níveis de atenção à saúde (atenção básica e de média complexidade). As principais áreas que compõem a alta complexidade do SUS, e que estão organizadas em “redes”, são: assistência ao paciente portador de doença renal crônica (por meio dos procedimentos de diálise); assistência ao paciente oncológico; cirurgia cardiovascular; cirurgia vascular; cirurgia cardiovascular pediátrica; procedimentos da cardiologia intervencionista; procedimentos endovasculares extra cardíacos; laboratório de eletrofisiologia; assistência em trauma-ortopedia; procedimentos de neurocirurgia; assistência em otologia; cirurgia de implante coclear; cirurgia das vias aéreas superiores e da região cervical; cirurgia da calota craniana, da face e do sistema estomatognático; procedimentos em fissuras lábio palatais; reabilitação protética e funcional das doenças da calota craniana, da face e do sistema estomatognático; procedimentos para a avaliação e tratamento dos transtornos respiratórios do sono; assistência aos pacientes portadores de queimaduras; assistência os pacientes portadores de obesidade (cirurgia bariátrica); cirurgia reprodutiva; genética clínica; terapia nutricional; distrofia muscular progressiva; osteogênese imperfecta; fibrose cística e reprodução assistida.”

  8. JACINTO disse:

    RICARDO MURAD ESTA CERTO NO QUE FALOU. AGORA MESMO FOI LIBERADO PELO GOVERNO FEDERAL UMA VERBA DE MAIS DE 15 MILHOES PARA O HOSPITAL UNIVERSITARIO (UFMA), VAMOS VER SE VAI SER APLICADO MESMO NAS NECESSIDADES DO HOSPITAL. ESTAMOS DE OLHO! E QUEM TA ERRADO É VOCE CHICO VIANA, QUANDO SE REFERE AO HOSPITAL GERAL, VOCE DEVE FAZER MUITO TEMPO QUE NÃO ENTRA LÁ, DEVE TER ENTRADO SÓ NA EPOCA DO GOVERNO JACKSON LAGO, QUANDO ERA UMA LASTIMA, FAÇA UMA VISTA AGORA, E VERA UM HOSPITAL TOTALMENTE CAPACITADO PARA RECEBER QUALQUER TIPO DE DOENTE, E PASME, QUE A MAIORIA DELES SÃO ORIUNDOS DOS SOCORRÕES DA VIDA, COITADOS, MAS GRAÇAS A DEUS, SAEM COM VIDA DO HOSPITAL GERAL PORQUE SÃO ATENDIDOS POR MEDICOS E ENFERMEIROS CAPACIDADOS E DEDICADOS AO SER HUMANO, MUITO DIFERENTE DOS SOCORRÕES DE VOCES!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens