Fechar
Buscar no Site

Entenda o que levou ao pedido de demissão do presidente do BNDES

O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Joaquim Levy, entregou carta de demissão neste domingo (16) ao ministro da Economia, Paulo Guedes. O ministro aceitou a demissão.

O pedido acontece um dia depois de o presidente Jair Bolsonaro ter afirmado a jornalistas que Joaquim Levy estava com a “cabeça a prêmio”.

Isso porque, Bolsonaro teria determinado a Levy que demitisse o diretor de Mercado de Capitais do BNDES, Marcos Barbosa Pinto. Bolsonaro chegou a afirmar que se Levy não demitisse Barbosa Pinto, seria ele, Levy, demitido.

“Eu já estou por aqui com o Levy. Falei para ele: ‘Demita esse cara na segunda-feira ou demito você sem passar pelo Paulo Guedes'”, disse o presidente.

Marcos Pinto, a quem Bolsonaro se referiu, foi chefe de gabinete de Demian Fiocca na presidência do BNDES (2006-2007). Fiocca era considerado, no governo federal, um homem de confiança de Guido Mantega, ministro da Fazenda nos governos de Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff.

Ainda na noite deste sábado, Marcos Pinto enviou carta de renúncia a Joaquim Levy. Na carta, Marcos Pinto afirmou que decidiu deixar o cargo em razão do “descontentamento manifestado” pelo presidente Jair Bolsonaro.

Segundo João Borges comentarista de economia da GloboNews, o presidente Jair Bolsonaro nunca recebeu bem o nome de Joaquim Levy para o BNDES (vídeo abaixo), que foi uma escolha pessoal do ministro da Economia, Paulo Guedes.

Bolsonaro, segundo João Borges, se incomodava com a carreira pregressa de Levy – ele foi secretário do Tesouro e ministro da Fazendaem governos do PT.

Por fim, Bolsonaro também estaria insatisfeito porque uma de suas promessas de campanha era “abrir a caixa-preta” do BNDES, o que Levy ainda não teria feito. Bolsonaro costuma dizer que houve problemas em empréstimos do BNDES para Cuba, Venezuela, e os chamados “campeões nacionais”, como o empresário Joesley Batista, da J&F, envolvido em escândalos de corrupção.

Ordem cronológica dos fatos

– Bolsonaro afirma na tarde deste sábado (15) que o presidente do BNDES, Joaquim Levy, estava com a “cabeça a prêmio” por, além de outros fatos, não ter demitido o diretor de Mercado de Capitais do BNDES, Marcos Barbosa Pinto;
– Barbosa Pinto entrega carta de renúncia do cargo ao presidente do BNDES, Joaquim Levy. Ele afirmou na carta que decidiu deixar o cargo em razão do “descontentamento manifestado” pelo presidente Jair Bolsonaro;
– Joaquim Levy pede demissão em carta enviada ao ministro da Economia, Paulo Guedes. O ministro aceitou o pedido de demissão. G1

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

2 respostas para “Entenda o que levou ao pedido de demissão do presidente do BNDES”

  1. O JUSTO e os sonhos deles é voltar a colocar ás mãos nas chaves dos cofres público disse:

    O nosso Brasil está cheio de pessoas capacitadas e com competências administrativas, portanto, é melhor fazer ás faxinas antes que algo dê errado, se abrirem a caixa preta do BNDES, dessa caixa preta sairá muitas podridões que os brasileiros decentes ainda não são sabedores. Temos que passar o nosso Brasil a limpo,o POVO brasileiro, clama por isso e muito mais. Que seja aberta essa caixa preta e encontre os trilhões que surrupiara dos cofres do BNDES, é isso que os brasileiros decentes querem, e que esses dinheiros sejam repatriados e empregados em saúde, educação, segurança pública, trabalhos e rendas.

  2. ELINALDO disse:

    O PT–PARTIDO DAS TREVAS —LULA LADRÃO PRESIDIÁRIO–8 processos no lombo do CANALHA—DILMA ANTA através do BNDES jogaram no LIXO = CUBA==VENEZUELA==ANGOLA===GUINÉ==EQUADOR===BOLÍVIA ==etc, etc, etc, 400 BILHÕES—4000 BILHÕES do povo brasileiro jogados no LIXO desses países DITADURA –COMUNISTAS–ESQUERDISTAS— e até agora ninguém foi responsabilizados . ESSE LEVI JÁ FOI TARDE—- isso é ptralha —do lula e dilma anta.BRASIL ACIMA DE TUDO DEUS ACIMA DE TODOS…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens