Fechar
Buscar no Site

Câmara aprova projeto que amplia horário dos postos da bilhetagem eletrônica em São Luís

De autoria do vereador Raimundo Penha (PDT), o projeto de lei nº 155/17  foi aprovado pela Câmara Municipal de São Luís e seguirá, em breve, para sanção do prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT).

A proposta amplia os horários de funcionamento dos postos que comercializam passagens do Sistema de Transporte Coletivo da capital, através de créditos eletrônicos da chamada Bilhetagem Automática.

Presidente da Comissão de Mobilidade Urbana da Casa, Raimundo Penha, após conversas com usuários e inspeções em alguns postos de venda, dentre eles os Terminais da Integração da Cohama e Cohab, constatou que a comercialização, tanto dos créditos estudantis, quanto do vale-transporte, é feita das 8h às 17h, sendo que em alguns casos excepcionais o trabalho é prolongado até às 19h.

O parlamentar verificou, ainda, a existências de filas muito grandes para a aquisição do benefício, — principalmente no chamado horário de pico — o que penaliza estudantes e trabalhadores, por exemplo.

O projeto do pedetista visa objetiva, justamente, otimizar o atendimento e beneficiar todos os usuários do sistema.

De acordo com ele, no Terminal do Distrito Industrial, nos dias úteis, a comercialização será feita no horário das 7h às 17h.

Nos Terminais da Praia Grande, Cohama/Vinhais, Cohab/Cohatrac e São Cristóvão a venda será feita, de segunda a sexta-feira, das 6h30 às 20h.

Nos postos da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) e Universidade Estadual do Maranhão (UEMA) o atendimento ocorrerá das 9h às 19h, também nos dias úteis.

“Avaliamos que estender o atendimento até às 20h beneficiará estudantes e  trabalhadores, que não precisarão faltar serviço ou aula para comprar os créditos”, destacou Penha.

O projeto de Raimundo Penha também estabelece um prazo máximo de 15 minutos de espera nas filas.

Vale destacar que a venda do vale-transporte e dos créditos eletrônicos são de responsabilidade do Sindicato das Empresas de Transportes (SET).

Também é importante ressaltar que o usuário, ao fazer a recarga com os créditos eletrônicos, está antecipando uma compra, pagando por um serviço que ele utilizará posteriormente.

“Aproveito para agradecer todos os colegas vereadores que aprovaram este importante projeto para a cidade de São Luís” finalizou o pedetista.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

3 respostas para “Câmara aprova projeto que amplia horário dos postos da bilhetagem eletrônica em São Luís”

  1. CIRO2018 disse:

    Apesar de enxergar a boa vontade do vereador, na minha opinião, esse não é o meio adequado para que se faça essa alteração de horário. Bastaria uma determinação da prefeitura pra isso, alguma medida administrativa ou algo parecido, meio que, acredito eu, seria mais eficaz e rápido.

  2. Renan disse:

    Seria viável também a venda através do cartão de débito, sei que parece ser impossível ou criar um aplicativo que fosse interligado ao sistema de bilhetagem eletrônico, onde o mesmo poderia debitar determinado valor de uma conta cadastrada ao sistema. A redução da espera também através da compra online deveria ser opção. Quem compra e paga o boleto com referente valor numa sexta feira, só vão ter seu crédito no próximo dia útil. Deveria tem uma automatização desses processos.

  3. O Deantagonista disse:

    Que o trabalho de um vereador inclui a elaboração e leis, ok. Agora, fazer uma Lei, e ainda aprovar, para um horário já é mais do que exagero. É falta do que fazer mesmo. Ou não bastava ir lá e pedir para mudar o horário? Sei não…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens