Fechar
Buscar no Site

Kit enxoval é entregue às gestantes de São Luís através do projeto ‘’Mulheres da Gente’’

Jovens gestantes do bairro do São Francisco receberam a primeira remessa do kit enxoval, ofertado pelo projeto ‘’Mulheres da Gente’’ nesta sexta-feira (07). Até a próxima semana, serão entregues mais kits compostos por, jogo de lençol, banheira, fraldas, camisetas e calças, toalhas, fraldas descartáveis, sabonetes infantis, pomadas para assaduras, fraldas de banho e boca, conjuntinhos de roupas, meias e luvas, entre outros itens, nas diversas comunidades da capital maranhense.

O projeto social com foco em ações solidárias é liderado pela advogada Clara Gomes, esposa do presidente da Câmara Municipal da cidade, vereador Osmar Filho (PDT).

Para a coordenadora mais entregas ainda serão realizadas.

‘’Hoje pela manhã, em nossa primeira ação “Unindo forças pelas mães gestantes” doamos mais de 50 kits de enxoval para mamães gestantes da região do São Francisco. O sorriso no olhar, a palavra de gratidão e os olhares emocionados nos fizeram ter certeza de que fazer o bem ao próximo sempre vai valer a pena’’ destacou Gomes.

Vale destacar que a equipe de trabalho do projeto está realizando um processo de triagem com as gestantes que necessitam de acompanhamento pré-natal, para direcioná-las para a rede pública, e assim serem atendidas conforme as demandas de cada uma. As mães também foram contempladas com sorteio de brindes, de guarda-roupa, banheira infantil e com diversos itens necessários para a chegada do bebê.

Para Alana Santos, 32, que está à espera do seu segundo filho Arão, o kit chega em boa hora.

‘’Estou desempregada e foi uma benção esse kit. É um projeto incrível e ter uma criança requer investimento, e uma ação como essa chega em um bom momento; agora que meu filho já tem tudo que precisa para nascer, meu desejo é só que ele nasça de forma saudável para alegrar ainda mais a nossa família’’, disse emocionada.

Ainda nesta tarde, a área Itaqui-Bacanga receberá as doações, e neste sábado (08), pela manhã, o projeto irá decolar na Vila Romário, na Associação dos Moradores, e na região do Jardim América.

O movimento Mulheres da Gente (M.G) existe há algum tempo e tem trabalhado concomitante com as ações do vereador voltadas para o público feminino. Desde 2020, o M.G vem desenvolvendo palestras, capacitando mulheres e realizando ações sociais direcionadas exclusivamente para as ludovicenses.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

Uma resposta para “Kit enxoval é entregue às gestantes de São Luís através do projeto ‘’Mulheres da Gente’’”

  1. Aston Beckman disse:

    A terra possui “instinto de autodefesa”, assim como um animal cargueiro: se o “peso” for excessivo, ele tende a lançá-lo fora.
    Do mesmo modo reage o nosso planeta: ele tem seus mecanismos naturais de regulação demográfica, sensíveis à degradação. Quase sempre, quando o quantitavo populacional e seus danos intercorrentes atingem um “ponto de corte”, o gatilho de ajuste ecossistemático dispara. Cumpre reforçar: o fator precipitante desse acionamento, na maioria das vezes, é a antropocidade; por isso, o efeito rebote recai sobre o próprio agente causador, o homem (antropo) – nada mais justo. As ações humanas contra a natureza, provocadas pela necessidade de sobrevivência; e mais devido à ganância de uns, para atender a vaidade de consumo de todos, vão destruindo os micros, minis e macroelementos capazes de garantir as mínimas condições de vida aqui na biosfera.
    Ao estágio em que chegamos, tentarmos remendar o que já foi esgarçado, mantendo a mesma multidão vigente, parece impossível.
    – A estas ulturas, a medida mais eficiente e saneadora seria a deflagração de uma campanha mundial convincente, sob os auspícios da ONU, objetivando induzir as pessoas ao suicídio coletivo. Induzir não é obrigar; que fique bem claro! Já prevendo resistências por parte de muitos, outras ações complementares deveriam ser adotadas, em todos os governos, como por exemplo: reduzir a oferta de serviços públicos que pudessem estimular ou amparar a procriação. Tal rigor ia-se afrouxando, gradativamente, a fim de evitar um desequilíbrio abrupto entre indivividuos velhos X jovens: cujo balanceamento deveria ser feito, conforme a desproporção abservada em cada país. Nessa linha de procedimentos, poder-se-ia pensar até na esterilização, como catalisador para desacelerar a taxa de natalidade.
    Após a depuração prescrita, aqueles que restassem como humanidade, certamente, teriam melhor qualidade de vida. E o mais positivo: já traziam consigo um exemplo traumático, o suficiente para despertar neles – não apenas o exagero duma relação de ortobiose com o ecossistema – mas a consciência para submeterem as suas necessidades e confortos às regras e limites ambientais. Visto que, atualmente, até analfabetos sabem que a Superpopulação ou Explosão Demgcráfica constitui a matriz de quase todas as desgraças contemporâneas e dos últimos tempos.
    PS: não se trataria de uma Seleção Darwiniana ou de Charles Darwin, porém, uma Faxina de Ixtab (deusa dos suicidas, na Civilização Maia).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens