Fechar
Buscar no Site

Deputado aponta contradições em nota divulgada pelo secretário Fernando Fialho

Novo trecho informado pela Sedes fica na estrada Coroatá/Vargem Grande, também já denunciada como fantasma

O deputado estadual Othelino Neto (MD) criticou, em pronunciamento na tribuna, nesta terça-feira (11), a última nota divulgada pelo secretário de Desenvolvimento Social, Fernando Fialho, tentando explicar o convênio suspeito de cerca de R$ 5 milhões com a Associação Vera Macieira, que até hoje não foi encontrada. O parlamentar observou que na informação oficial há um dado curioso: um dos trechos que estaria sendo beneficiado, entre os povoados Pedras e Poço Comprido, em Coroatá, fica na MA – 020 (Coroatá/Vargem Grande), estrada já denunciada, no Legislativo, como fantasma.

othelino-neto(2)

O deputado cobrou uma série de explicações do governo Roseana

“É um fantasma por cima do outro. Agora são dois. Uma parte desses R$ 4,9 milhões foi para melhoramento de uma estrada vicinal entre os povoados Pedras e Poço Comprido, em Coroatá. Aí para ter certeza que a nota estava dizendo a verdade, nós ligamos para o vereador Cássio Reis, lá de Coroatá, e ele disse que essa área é a mesma MA-020, a estrada Coroatá/Vargem Grande, já denunciada como fantasma”, revelou Othelino Neto.

Em seu pronunciamento, o deputado disse que torce para que o secretário Fernando Fialho consiga explicar o fato, mas o que se tem percebido é um esforço grande de tentar encontrar uma resposta àquilo que, até agora, não teve justificativa. “Agora a Secretaria explica que o nome Trechos foi colocado porque o sistema da Sedes é informatizado e o termo entrou por engano, nesse caso e em outros vários que já detectamos”, apontou o parlamentar.

Associação Vera Macieira – Segundo o deputado, a Sedes divulgou que a Associação Vera Macieira tem endereço fixo, que é lá na Rua 3, Quadra 18, Casa 1, Planalto Anil 1, porém, mais uma vez, no local não foi encontrado nenhuma entidade. Foi avistada apenas uma casa normal de esquina, sem nome, sem placa, onde os moradores não quiseram se pronunciar sobre o assunto e os vizinhos nunca ouviram falar do grupo social.

Othelino disse que é estranho haver uma associação, naquele endereço, que recebeu cerca de R$ 5 milhões do governo do Estado sem que ninguém tenha conhecimento do assunto. O parlamentar disse estranhar também o fato de não aparecer nenhum diretor da entidade para se pronunciar e explicar o caso.

Para o deputado, trata-se de uma associação que recebeu quase R$ 5 milhões e não tem cara, ninguém fala por ela, ou seja, é um caso mal explicado. “Onde foi feita a tal licitação? Na Raposa? Em Coroatá? Em Matões do Norte? Em Centro Novo? Em São Luís? No Anil? Na Beira-Mar? Na Rua do Cacau, lá na Raposa?”, indagou Othelino Neto ao cobrar explicações do governo Roseana Sarney.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

4 respostas para “Deputado aponta contradições em nota divulgada pelo secretário Fernando Fialho”

  1. Marcio disse:

    Protesto contra Roseana em Barra do Corda , rolou ate prisão de um manifestante que filmava a truculência da policia .
    http://realidadenatela.blogspot.com.br/2013/06/chega-primeira-foto-de-protesto-contra.html

  2. Paulo Lobo Rodrigues disse:

    Também estou torcendo, John Cutrim, para o secretario Vicente Fialho encontrar uma explicação para esse escandaloso fato, mas pelo visto está difícil…

  3. Josué Oliveira Sousa disse:

    A estrada não é fantasma, assim como, o trecho Pedras/Poço Cumprido. Resta saber se o serviço foi prestado. O estranho mesmo é o governo do estado firmar convênio com uma associação com sede em Raposa ou São Luis, sendo que o objeto desse convênio seja para serviços de melhoramento de caminhos em Coroatá. Poderiam ter inventado outro lugar, menos a MA-020, que já consumiu muito dinheiro e nunca passou de uma estrada vicinal. Pode correr atrás que os 500 milhões do empréstimo estão sendo gastos dessa forma. Esses caminhos é que vão deixando o maranhense permanecer na miséria. Gostaria de ver o objeto social do estatuto dessa associação. Será em qual cartório foi registrado ?

  4. JOSÉ DO REGO disse:

    Quantas desculpas… quantas mentiras!… Esse senhor descaradamente não preserva o velho nome de VICENTE FIALHO, precisa dizer mais alguma coisa? É o presidente da OAB reclamando, é deputados verificando em loco e todos blogs dizendo alguma coisa desmentindo o senhor secretário FIALHO. Enfim, roubar é roubar!… Mas roubar os impostos de uma população é o cúmulo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens