Fechar
Buscar no Site

Márcio Jerry classifica como absurda reação do ministro Augusto Heleno ao STF

Márcio Jerry repudia nota do ministro do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno


Vice-líder do PCdoB, o deputado federal Márcio Jerry (MA) chamou de “absurda” a reação do ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno, ao pedido de apreensão do celular do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) acatado pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Celso de Mello.
“Absurdo ataque, inaceitável. General Heleno faz ameaça ao STF [Supremo Tribunal Federal], ameaça à democracia. Tem que ser chamado a dar explicações urgentes à Justiça e ao Congresso Nacional”, afirmou.
Em nota divulgada em seu perfil oficial do Twitter, o general diz considerar a requisição “inconcebível e, até certo ponto, inacreditável”, e aponta que, caso aceita, a decisão poderá ter “consequências imprevisíveis para a estabilidade nacional”.
Em trecho posterior, Heleno afirma que “o Gabinete de Segurança Institucional da Presidência alerta as autoridades constituídas que tal atitude é uma evidente tentativa de comprometer a harmonia entre os poderes e poderá ter consequências imprevisíveis para a estabilidade nacional”.
PEDIDOS – O pedido, feito por partidos e parlamentares da oposição, foi acatado pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Celso de Mello, ressaltando ser dever do Estado promover a apuração dos fatos delituosos narrados.
O decano do Supremo Tribunal Federal (STF) enviou à Procuradoria Geral da República (PGR) três notícias-crime apresentadas. Entre as medidas estão o depoimento do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), e a busca e apreensão do celular dele e de seu filho, Carlos Bolsonaro, para perícia.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens