Fechar
Buscar no Site

Ex-jogador deixa os gramados para se dedicar a Fisioterapia

Como todo jovem brasileiro, Matheus Alles desde criança sonhava em se tornar jogador de futebol. Nascido e criado na cidade de São José de Ribamar, seus primeiros passos dentro de campo foram dados nas categorias de base do Sampaio Corrêa.

O fisioterapeuta Matheus atuando pelo São José de Ribamar

O seu crescimento dentro da modalidade, fez com que viajasse quase todo o país, adquirindo uma vivência e experiência de grande valor, e que até hoje ele carrega consigo toda essa bagagem conquistada durante esse período.

Jogando como volante teve passagens por, Ferroviário (CE), São José (MA) e a mais marcante pelo Ceará (CE). Dentro do futebol foi que o Matheus teve seu primeiro contato com a fisioterapia. Sempre quando se lesionava ou tinha que fazer algum fortalecimento muscular, era para a fisioterapia que ele tinha que ir.

Matheus atuando como jogador pelo Ceará

“Quando eu me lesionei, próximo de uma viagem para uma competição importante e tive que me recuperar em duas semanas, foi ali que comecei a ver a fisioterapia com outros olhos”, lembrou Matheus.

A paixão pela profissão foi crescendo, em um certo momento da carreira o atleta decidiu trocar as chuteiras pelos livros; os gramados pela sala de aula. Hoje com 26 anos de idade, Matheus se dedica somente a fisioterapia, buscando seu espaço e reconhecimento dentro da profissão.

“No começo foi difícil. Muito tempo sem estudar e as disciplinas só teóricas, eu estava me adaptando, mas não deixei me desanimar porque tinha um objetivo que era me formar. Ainda teve o fator de morar longe, de acordar cedo, pegar três transportes para chegar na faculdade”, destacou Matheus.

O fisioterapeuta é o profissional que cuida da prevenção, diagnóstico e tratamento de diversos problemas ligados às funções e aos movimentos do corpo. Então é comum que pessoas que sofreram acidentes, lesões do dia a dia e outras, tenham vícios de postura ou modificações na genética sejam encaminhadas a esse profissional.

“O que me deixa feliz é o reconhecimento dos pacientes. Almejo cada dia me capacitar para ser mais assertivo. Um dos meus objetivos é ser reconhecido como um especialista em tratamento de joelhos e chegar a ser fisio de um grande clube de futebol”, finalizou o fisioterapeuta.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens