Fechar
Buscar no Site

Judô São Mateus do Amanhã completa três anos de sucesso e democratização

Iniciado em 15 de novembro de 2017, o Judô São Mateus do Amanhã começou com 50 alunos, num pequeno salão emprestado por uma liderança da cidade. Logo no início o Projeto foi agraciado pela disponibilidade de um cubano que acompanhava a esposa no Programa Mais Médicos. Educador físico, Clodoaldo Despagne tinha na bagagem a experiência de ter sido preparador técnico das equipes de judô de Cuba e Venezuela.

Judô São Mateus do Amanhã aniversaria e se consolida na democratização do acesso ao esporte

Também na bagagem, o ICE-MA trazia a experiência exitosa do Judô Jacaraty, o qual foi fundador, em 2009, num modelo de projeto que engaja empresas, comunidades e poder público para levar esporte às comunidades carentes. Foi esta soma de experiências que fez o São Mateus do Amanhã ser um grande sucesso ao longo destes três anos.

O propósito era promover o acesso a esta modalidade esportiva, sendo um braço para melhoria do rendimento escolar, do condicionamento físico e enfrentamento às vulnerabilidades a quais estão expostas as comunidades do interior do estado. A dedicação e empenho de cada atleta rendeu até agora mais de 30 medalhas e classificações para a etapa final do campeonato brasileiro e dos jogos escolares, um desempenho que não era esperado para tão pouco tempo.

Os resultados do São Mateus do Amanhã só foram possíveis pelo apoio da Equatorial Energia e Governo do Maranhão – por meio da Secretaria de Estado do Esporte e Lazer – que através da Lei de Incentivo ao Esporte tem promovido a democratização do esporte no Maranhão. O projeto foi novamente contemplado com o Certificado de Mérito Esportivo, o que permitirá dar continuidade às atividades em 2021.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens