Fechar
Buscar no Site

Live vai motrar sigla que pode determinar investimentos e escolhas de consumo focadas em sustentabilidade

Jornalista e diretora da Comunicativa Assessoria e Propaganda, Maria Regina Telles

A live Sustentabilidade e Comunicação na ESG – a ser realizada nesta sexta-feira (04), às 19h, pelo Instagram @comunicativama e @institutodecidadania – irá tratar dos assuntos relacionados à sigla: Environmental, Social and Governance que vem revolucionando a forma como os mercados e os investidores avaliam o valor de mercado das empresas, em especial, neste período de pandemia da Covid-19.

ESG, traduzindo para o português, significa Ambiental, Social e Governança, assuntos que serão o foco do bate-papo entre a jornalista e diretora da Comunicativa Assessoria e Propaganda, Maria Regina Telles, e a gestora do ICE-MA, empresária do ramo de formação profissional, Uildinora Salgado. Elas vão trocar ideias sobre como a ESG deve ser incorporada às estratégias de gestão de todas as empresas que desejam permanecer competitivas e atraentes para o mercado e como a comunicação pode ser uma aliada em todo esse processo. Os interessados em assistir à live e participar, tirando dúvidas acerca do tema, basta acessar os perfis no Instagram @comunicativama e @institutodecidadania e segui-los para receber notificação no dia e horário do evento online.

Gestora do ICE-MA, empresária do ramo de formação profissional, Uildinora Salgado

De acordo com informações da pesquisa “Respondendo às tendências do consumidor na nova realidade”, conduzida pela KPMG, veiculada no site Diário do Comércio, em março de 2021, os aspectos ESG (Environmental, Social and Corporate Governance) aos brasileiros são mais importantes do que em outros países.

O levantamento analisou como as principais tendências do consumidor impactam as organizações em 12 diferentes mercados, de maio a setembro de 2020. No total, 25% dos consumidores afirmam que ao menos um fator de ESG é importante.

Ao mesmo tempo, o estudo global realizado pela Grant Thornton mostra que mais de 90% deles também afirmam que as práticas ambientais, sociais e de governança podem melhorar a imagem da empresa no futuro (43% concordam e 48% concordam fortemente).

No que se refere ao relacionamento com clientes e fornecedores, 54% concordam e 38% concordam fortemente que pode melhorar. Questionados se as práticas ESG podem abrir novas fontes de financiamento a taxas mais baixas, 53% concordam e 31% dos empresários concordam fortemente.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens