Fechar
Buscar no Site

Tribunal de Justiça do Maranhão destaca parceria exitosa com a Maxtec

UMF do TJMA destacou a exitosa parceria com a Maxtec na realização do Programa Começar de Novo

Por meio da equipe de coordenação executiva da Unidade de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Carcerário (UMF), o Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA), destacou a atuação exitosa da Maxtec Serviços Gerais e Manutenção Industrial Eireli na parceria do Programa Começar de Novo. Neste ano, a parceria completou quatro anos de promoção à reintegração social de pessoas em situação de prisão e egressas do sistema prisional.

A coordenadora executiva da UMF, Thaís Muniz; a chefe da divisão do Programa Começar de Novo, Perla Rocha, e as assistentes sociais Jercenilde Silva e Flávia Costa, destacaram em comunicado que, desde 2016, a Maxtec tem se destacado, não apenas disponibilizando vagas de trabalho para egressos do sistema prisional, mas assumindo essa parceria com muito compromisso, demonstrando sensibilidade à causa e demandas que acompanham essas pessoas pós-cárcere, desde a dificuldade de se readequar às regras estabelecidas socialmente e no ambiente de trabalho.

OLHAR HUMANISTA

“A Maxtec sempre teve o olhar humanista em relação às pessoas que foram encaminhadas pelo Programa Começar de Novo, que desde a inserção dos egressos ou em cumprimento de pena tenta integrá-los com todos os outros contratados do setor, no intuito de criar um ambiente acolhedor para eles, que na grande maioria, teve seu primeiro contrato formal através desta parceria”, afirmou a equipe da UMF em outro trecho do comunicado.

E concluíram, enfatizando que “esse cuidado da Maxtec não se esgota na inserção, se estende ao acompanhamento do desenvolvimento das habilidades destes nas tarefas que lhes são atribuídas, cautela no trato das questões e dificuldades apresentadas por esse público no ambiente de trabalho, favorecendo inclusive ao crescimento de alguns na empresa, com mudança de cargo/função, como se tem evidenciado nesta parceria”.

 

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens