Fechar
Buscar no Site

Rafael Silva tem candidatura confirmada para a Câmara de São Luís

Bira do Pindaré e Letícia Costa abraçam Rafael Silva, candidato a vereador homologado pelo PSB

Em um encontro popular e plural, mas tomando todas as medidas sanitárias, a convenção do PSB, ocorrida no sábado (12), homologou as candidaturas da chapa para a Prefeitura, formada por Bira do Pindaré e a candidata a vice-prefeita, Letícia Cardoso, professora do curso de Comunicação Social da Ufma. O advogado militante em Direitos Humanos, Rafael Silva, teve também a sua candidatura a vereador homologada pelo partido, integrando uma chapa com 40 candidatas e candidatos dos mais diversos setores: movimento LGBTQI+, lideranças comunitárias, jornalistas, professoras e professores, representantes de movimentos sociais, estudantes. Nenhuma delas ou deles exerce algum mandato político, sendo uma chapa com nomes novos no cenário político.

Rafael Silva, ex-presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB/MA e com mais de uma década exercendo a advocacia em lutas populares, ajuda a consolidar uma proposta de atuação no município de São Luís para uma cidade democrática, com respeito pelas diferenças e comprometida com a luta por direitos. A candidatura e o programa de governo de Bira do Pindaré, apoiado por Rafael Silva, foi construída com ampla participação de movimentos sociais, pesquisadores e representantes da sabedoria popular. Rafael Silva tem uma trajetória reconhecida com atuação nos mais diversos campos, tendo sido presença constante ao lado da luta das pessoas silenciadas por sua condição social, identidade de gênero, conflitos fundiários, violência policial, falta de mobilidade urbana, racismo institucional, luta em defesa da cultura, ocupações estudantis, entre outros.

A representante do Movimento de Direito de Defesa dos Amigos e Amigas com Deficiência, Liane Souza, em uma fala emocionada, trouxe a necessidade do grupo do Bira fazer diferente. “Precisamos entender que a política impacta nossos atos cotidianos. Se meu filho não pode circular pela cidade, não é pela deficiência que ele tem, mas pela ausência de políticas públicas eficazes que garantam sua mobilidade. A deficiência dos nossos filhos não os impede de interagir, mas sim a falta de acessibilidade. É também política quando recebo a ligação de meu outro filho dizendo que está desempregado”, concluiu Liane.

“Se a política impacta a vida das pessoas, ela precisa ser construída com o que há de melhor em cada um de nós. E o que há de melhor em cada pessoa é a dimensão de seus afetos”, enfatizou Rafael Silva.

Na convenção foi confirmada como candidata a vice-prefeita, a jornalista e professora do Curso de Comunicação da Ufma, Letícia Cardoso. Ela traz o conhecimento da academia, mas também a luta cotidiana de ser mulher, mãe e gestante no oitavo mês. “Decidi aceitar o convite exatamente porque estou grávida. Não pode uma mulher, no momento mais bonito da vida, que é gerar outra vida, estar excluída dos espaços profissionais e políticos em nossa cidade. Tenho um compromisso com todos, mas em especial com 53% da população feminina de São Luís”, disse Letícia, após citar um belo poema de Cora Coralina.

Bira do Pindaré convidou todos a se juntarem ao projeto “Por uma São Luís mais humana, mais bela e mais justa”. A administração será marcada por 40 compromissos em todas as áreas da cidade.  “Ideias, projetos, vivências que não são minhas, são do povo, com o qual tenho compromisso desde que nasci em bairro pobre da cidade de Pindaré, desde que vim para São Luís com dois anos de idade e minha mãe, mulher negra, lutando para criar seus filhos na periferia da cidade”, finalizou o candidato homologado pelo PSB a prefeito de São Luís.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

2 respostas para “Rafael Silva tem candidatura confirmada para a Câmara de São Luís”

  1. Karollina Lima disse:

    O que se ver na vdd é q estão abraçando um agressor de mulher, logo Bira é conveniente com tudo tbem. Qual será o “projeto” contra a violência doméstica?! Esse engana só os que querem serem enganados mesmo… Se esconde atrás dos movimentos sociais e conta com o apoio do judiciário que fica com “pena” do “bom moço que só agrediu para proteger seus pertences”

  2. João Neto disse:

    Esqueceram de notificar que o candidato a vereador é um agressor de mulher!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens