Fechar
Buscar no Site

Operações da Polícia Civil no interior somam mais de 140 prisões em 13 dias  

Materiais apreendidos durante as operações da SPCI, no interior do Maranhão

A Superintendência de Polícia Civil do Interior (SPCI) realizou 147 prisões nos primeiros 13 dias de julho. Os casos envolvem roubo a carga, homicídio, estelionato e tráfico de drogas. As apreensões feitas pelas equipes da superintendência ultrapassam o R$ 1,5 milhão em prejuízo para a criminalidade. Coordenadas pela SPCI, as operações têm participação das delegacias municipais e apoio da Polícia Militar.

“Em diversas operações no interior do Maranhão, no período, nossas equipes, com reforço de regionais nos municípios, prenderam suspeitos e realizaram várias apreensões”, pontuou o titular da SPCI, delegado Guilherme Luiz Campelo.

Durante operação em Açailândia, dia 8, foi preso suspeito de carga de defensivos agrícolas, avaliada em R$ 1,5 milhão. O produto foi retirado da fazenda Rodominas, de propriedade da empresa Suzano, em janeiro. O detido estava com mandado de prisão por suposta prática de roubo qualificado. As investigações prosseguem para identificação de outros envolvidos.

Em outro caso, no mesmo dia, foi preso em Itapecuru Mirim, suspeito de homicídio cometido em 1998, em uma fazenda na cidade. À época, o detido era gerente do local. Ação das delegacias regionais de Pinheiro e Santa Helena, com apoio do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) de Mato Grosso do Sul, prendeu autor de homicídio praticado em 2014, na cidade de Três Lagoas (MS). O suspeito estava em Turilândia (MA) e foi localizado em via pública. Detido, foi enviado à delegacia da cidade onde cometeu o crime.

OPERAÇÃO DICTUM

Na operação Dictum – que significa ‘limpeza’, em latim – em Santo Antônio dos Lopes, foram cumpridos mandados de busca e apreensão em nove residências. O trabalho culminou com prisão em flagrante de dois suspeitos por tráfico de drogas e posse ilegal de armas de fogo, apreensão de drogas diversas, armas, quantia em dinheiro e ainda, diversas gaiolas com pássaros silvestres, caracterizando crime ambiental. O trabalho contou com mais de 30 policiais da região e apoio do Centro Tático Aéreo (CTA).

Em Timon, a SPCI prende membro de grupo criminoso por posse ilegal de armas e tráfico de drogas. A ação teve apoio operacional do Grupo de Pronto Emprego (GPE) no cumprimento ao mandado de busca domiciliar. Na ocasião, foi apreendida espingarda calibre .32; munições diversas; 106 trouxas de maconha. Ação conjunta das delegacias de Pinheiro, Alcântara, Bequimão e Timon prendeu suspeito de estupro de vulnerável. O crime ocorreu em 2012, tendo como vítima a enteada do suspeito.

“Esses são alguns dos casos investigados e nos quais foi conseguido êxito, só nestes primeiros 13 dias. Temos feito planejamento constante, com base nas demandas, nas modalidades criminosas e focando a prevenção dos casos. O trabalho é articulado com os grupamentos da Superintendência do Interior e apoio de setores da Segurança Pública. Assim, vamos prevenindo e combatendo o crime, para que a população fique mais segura”, destacou o delegado Guilherme Campelo.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens