Fechar
Buscar no Site

Justiça concede liberdade a empresário preso por suspeita de ameaçar a ex-namorada

Acompanhado de seu advogado, Gilson Araújo, o empresário Wellington Bacelar recebeu o alvará de soltura, para responder ao processo em liberdade

Na última segunda-feira (4), a Justiça concedeu liberdade ao empresário Wellington Lima Bacelar, após pedido de revogação da prisão preventiva, feito por seu advogado, Gilson Araújo. Bacelar estava preso desde o mês de agosto, deste ano, depois de supostamente ter feito ameaças contra sua ex-namorada, Thaynan Ferreira, descumprindo assim a Lei Maria da Penha.

O empresário Wellington Lima Bacelar teve sua prisão decretada no dia 26 de agosto deste ano, por ordem da juíza Lúcia Helena Barros Helluy Silva, titular da 2ª Vara de Combate à Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher, da Comarca de São Luís. A prisão preventiva de Wellington Bacelar também foi decretada pela juíza titular da 1ª Vara Especializada de Combate à Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher, Rosária Duarte, pela suposta prática do crime de ameaça de Wellington contra Thaynan.

O advogado de Bacelar, Gilson Fernandes Araújo, ingressou com Pedido de Revogação de Prisão Preventiva tanto na 2ª como na 1ª Vara de Combate à Violência Doméstica e Familiar da capital maranhense, em favor do seu cliente Wellington Bacelar, sendo apreciado no dia 21 de outubro, pela juíza Lúcia Helena; que, depois de ouvir a promotora de Justiça Selma, na Casa da Mulher Brasileira, e conforme o pedido do advogado Gilson Araújo, revogou a prisão de Bacelar para responder o processo em liberdade, muito embora tenha continuado preso por determinação da juíza da 1ª Vara de Combate à Violência Doméstica.

O pedido de revogação da prisão preventiva de Bacelar, dado entrada por seu advogado na 1ª Vara, foi apreciado no final da audiência ocorrida na segunda-feira (4), quando a promotora de Justiça Fernanda Duarte foi favorável à colocação de Wellington em Liberdade.

A juíza que presidiu a audiência, Vanessa Clementino, depois de uma minuciosa análise, decidiu revogar a prisão de Wellington Bacelar para que possa responder ao processo em liberdade. A audiência durou aproximadamente quatro horas, terminando por volta das 18h, no Fórum Desembargador Sarney Costa.

Na terça-feira (5), no início da noite, depois de cumprida com as determinações judiciais, Wellington Bacelar foi colocado em liberdade, deixando o Complexo Penitenciário de Pedrinhas, ocasião em que esteve acompanhado por seus advogados, Gilson Araújo e Silvestre Júnior.

Assim, por determinação da Justiça, Wellington Bacelar responderá o processo em liberdade.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens