Fechar
Buscar no Site

LAVAGEM: Suspeito de integrar organização criminosa é preso no João Paulo

Em uma conta bancária, Paulo Heitor possuía o valor de R$ 1,5 milhão

O Ministério Público do Maranhão (MPMA) e a Polícia Civil do Estado do Maranhão efetuaram, na manhã de quinta-feira (22), a prisão preventiva de Paulo Heitor Campos Pinheiro, conhecido como “Paulinho”, suspeito de praticar golpes por meio de aplicativo de mensagens e lavagem de dinheiro por 252 vezes. Também foi cumprido mandado de busca e apreensão.

Paulo Heitor foi abordado nas proximidades da sua casa, no bairro do João Paulo, em São Luís. Na sua residência, foram apreendidos documentos e mídias.

ENTENDA O CASO

A operação faz parte de uma investigação do Ministério Público do Rio de Janeiro e da Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro. Os mandados foram expedidos pela Comarca de Barra Mansa-RJ, onde Paulo Heitor é acusado de lavagem de dinheiro por 252 vezes.

As investigações apontaram que ele integra uma organização criminosa e teria como função, no esquema, de utilizar contas bancárias para tentar dar origem aparentemente lícita aos valores oriundos de crime.

Durante a operação, foi identificado que, em uma das contas bancárias de Paulo Heitor, constava o valor de R$ 1,5 milhão. Ele já foi encaminhado para o sistema prisional.

NÃO É A PRIMEIRA VEZ

Em 2016, Paulo Heitor foi preso em flagrante suspeito de integrar uma organização criminosa envolvida em golpes digitais, que incluía golpes e furto a contas de agências bancárias.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens