Fechar
Buscar no Site

Instituto de Identificação lança novo modelo de Carteira de Identidade

Representantes da SSP, do Icrim e do Instituto de Identificação, durante o lançamento da nova Carteira de Identidade (Foto: Nilson Figueiredo)

A Polícia Civil do Maranhão, por meio do Instituto de Identificação, lançou na manhã da segunda-feira (22) o novo modelo de Carteira de Identidade. O lançamento aconteceu na sede da Secretaria de Segurança Pública do Estado (SSP) e atende ao Decreto Federal n° 9.278, de 5 de fevereiro de 2018 e à Lei Estadual nº 10.996/2019.

A nova Carteira de Identidade permitirá a inclusão de dados de outros documentos, onde o cidadão terá muito mais facilidade, pois passará a contar com informações de documentos diversos inseridos em um só documento, além de serem adicionados elementos relativos à saúde do cidadão, como o número do cartão do SUS, o grupo sanguíneo, fator RH, se é portador de alergia, ou seja, se o cidadão detém alguma necessidade específica que obrigue a um atendimento especializado.

“Esse conjunto de inovações visa facilitar a vida do cidadão bem como proteger a sua saúde no caso de atendimento emergencial, pois portando sua carteira de identidade, que normalmente é o documento que todos utilizam no dia a dia, ali já estarão inseridas diversas informações, inclusive aquelas relacionadas à sua saúde, facilitando seu atendimento. Além disso, a nova Carteira de Identidade traz mais elementos de segurança para dificultar as fraudes”, afirmou Miguel Alves, que é perito criminal e superintendente da Polícia Técnico-Científica (SPTC/PCMA).

Um posto de atendimento do Instituto de Identificação, da Polícia Civil do Maranhão, está à disposição na sede da SSP, visando à emissão do novo modelo de Carteira de Identidade.

“Há mais de dez anos prestamos serviços de identificação residencial e hospitalar, limitados à Ilha de São Luís e a outros municípios conveniados que operam de forma “off-line”. Pretendemos estender esses serviços aos demais municípios do Maranhão, após treinarmos servidores dos postos “online”, estamos presentes em mais de 40 municípios nessa modalidade e mais outros 80 “off-line”. Da mesma forma, prestamos serviços de identificação cadavérica (logicamente, sem emissão de carteira) de pessoas desconhecidas (desaparecidos, pessoas em situação de rua, cadáveres não reclamados, etc.)”, concluiu Lúcio Flávio, diretor do Instituto de Identificação.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens