Fechar
Buscar no Site

Texto do Pr. Ivan Moutinho – Pagina Gospel do dia 01/08/2021

SAINDO DA AFLIÇÃO PARA A CONFIANÇA

22 – E logo ordenou Jesus que os seus discípulos entrassem no barco, e fossem adiante para o outro lado, enquanto despedia a multidão. 23 – E, despedida a multidão, subiu ao monte para orar, à parte. E, chegada já a tarde, estava ali só. 24 – E o barco estava já no meio do mar, açoitado pelas ondas; porque o vento era contrário; 25 – Mas, à quarta vigília da noite, dirigiu-se Jesus para eles, andando por cima do mar. 26 – E os discípulos, vendo-o andando sobre o mar, assustaram-se, dizendo: É um fantasma. E gritaram com medo. 27 – Jesus, porém, lhes falou logo, dizendo: Tende bom ânimo, sou eu, não temais. 28 – E respondeu-lhe Pedro, e disse: Senhor, se és tu, manda-me ir ter contigo por cima das águas. 29 – E ele disse: Vem. E Pedro, descendo do barco, andou sobre as águas para ir ter com Jesus. 30 – Mas, sentindo o vento forte, teve medo; e, começando a ir para o fundo, clamou, dizendo: Senhor, salva-me! 31 – E logo Jesus, estendendo a mão, segurou-o, e disse-lhe: Homem de pouca fé, por que duvidaste? 32 – E, quando subiram para o barco, acalmou o vento. (Mateus 14:22-32)

Jesus despede a multidão após ensiná-los, retira-se para orar e sobe ao monte sozinho, antes ordenou aos discípulos para embarcar e passarem para o outro lado. Jesus foi em seguida andando sobre o mar, chegando até onde os discípulos. Há poucas horas atrás elesestavam em terra firme,  ouvindo o ensino de Jesus, juntamente com uma multidão, e agora, passavam por apuros, ameaçados por ondas, ventos fortes e escuridão e assim temiam por suas vidas. As circunstâncias da vida são dinâmicas e surpreendentes, pois,desconhecemos o que há de acontecer em seguida. Como numa guinada radical, tudo muda e muitas vezes saímos de uma zona de conforto, tranqüilidade e suposta segurança, para uma  outracondição, em que nos vemos ameaçados de terror e morte. E o tempo da aflição, depende do quanto podemos crer em Jesus.

Jesus ordenara aos seus discípulos que entrassem no barco para navegarem para o outro lado. Eles obedeceram, mesmo assim,tiveram que enfrentar uma tempestade no mar. É apropriado sedizer, que, mesmo seguindo a ordem de Jesus, não estaremos isentos de mil dificuldades e problemas no decorrer da nossa existência. Mas, se obedecermos ao mestre Jesus e ouvi-lo, seguramente, chegaremos no lugar que Ele mesmo pré-determinoupara cada um de nós.

Somos conhecedores que muitas vezes para “passar para o outro lado” implicará em enfrentamento de situações e adversidades, as quais se deve encarar com força, coragem, determinação e cheios de Fé. No texto diz que: o barco estava já no meio do mar, açoitado pelas ondas, portanto, aquela travessia não estava sendo fácil, os ventos eram contrários (v.24). Alguém com entendimento e  confiança já disse: “após a tempestade vem a bonança”. Jesus nos confere a bonança, creia nisso, Ele acalma toda tempestade, inclusive as tempestades em nosso coração.

Entre três e seis horas da manhã, na quarta vigília da noite, “Jesus dirigiu-se para encontrar com os discípulos andando por cima do mar”(v.25), mas devido ao medo não puderam imediatamente reconhecê-lo e aterrorizados exclamaram: “É um fantasma”. (v.26), numa manifestação de uma crença popular como até hoje as pessoas acreditam em espíritos desencarnados que vem para assombrar os que estão vivos. Mas, nós cremos na ressurreição dos mortos que é o próprio Cristo. “- Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que esteja morto, viverá;” (João 11:25). Quando morrermos, não seremos “almas penadas” condenadas, mas ressuscitados para a glória de Deus.

Jesus  imediatamente disse: “Tende bom ânimo! Sou eu. Não temais!” (v.27). Pedro quis provas que era Jesus ali: Se és tu … manda-me ter contigo por sobre as águas,  Jesus disse-lhe : Vem!Pedro foi até bem no inicio, mas teve medo pela força do vento, começou a submergir e gritou: Salva-me Senhor! (v.30). Jesus diagnosticou: Homem de pequena fé, por que duvidaste? Jesus subiu no barco e cessou o vento. (v.32). Verdadeiramente, Senhor, tu és o Filho de Deus. Creia e ande sobre as águas com a permissão de Jesus.

Oremos: Senhor ajuda-nos a aumentar a nossa Fé!

Pr. Ivan Moutinho – ibboavista

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens