Fechar
Buscar no Site

Ex-satanista e ex-lésbica recebe Jesus em supermercado e se torna pregadora: “Fui liberta”

Consagrada ao espiritismo aos 7 anos, Eugênia vivia oprimida, até encontrar Jesus. (Foto: Site Mulher Cristã).

Consagrada ao espiritismo aos 7 anos, Eugênia vivia oprimida, até encontrar Jesus. (Foto: Site Mulher Cristã).

Publicado em Terça-feira, 27 Julho de 2021 as 9:58

Eugênia Lima, de 53 anos, nasceu num ambiente familiar não saudável e enfrentou grandes dificuldades desde sua infância. Sua trajetória de vida tinha tudo para dar errado, mas o Evangelho de Jesus tem o poder de transformar pessoas e reescrever histórias.

Filha de pais separados e vítima da violência do pai alcoólatra, Eugênia foi consagrada ao espiritismo com apenas sete anos de idade.

“Desde a minha infância me sentia muito oprimida com complexo de rejeição. Nunca acreditei que seria feliz. Por isso, buscava no misticismo, apoio espiritual”, contou ela ao Site Mulher Cristã.

Aos 21 anos, Eugênia teve um filho e passou por muitas dificuldades como mãe solteira. Depois de passar por várias religiões, aos 23 anos, ela foi iniciada no candomblé. “Nessa época, vivia como ‘cigana’, não tinha moradia e vivia sob influência maligna. Experimentei drogas, mas felizmente não me viciei”, disse.

Aos 30 anos, por se sentir carente e ter dificuldades em relacionamentos, Eugênia se envolveu com o lesbianismo e passou a viver com uma lésbica. Nessa época, ela começou a trabalhar em Rádio e como promotora de eventos, cantando em um grupo feminino de samba e viajando em companhias culturais se apresentando em dialeto africano.

“Fumava e bebia cachaça. Vivia nas rodas de samba. Conheci ambientes pesados e tive experiências ruins devido ao envolvimento com o satanismo e a magia negra. Quanto mais eu era atraída por tudo isso, mais eu sentia uma tristeza profunda e não conseguia abandonar aquela vida”, relata a ex-satanista.

Nova vida com Cristo

Em 2003, trabalhando como promotora de vendas em um grande supermercado, ela foi evangelizada por um cristão, chamado Salvador, que realizava cultos de oração no local. Salvador orou por Eugênia e profetizou que seria uma mulher de Deus. E naquele dia, ali mesmo, ela aceitou Jesus.

“Depois daquele dia, eu me rendi ao Senhor! Comecei a ouvir a voz de Jesus e senti vontade de ler a Bíblia. Chorava ouvindo os louvores. Comecei a receber inspiração para compor hinos”, conta.


Hoje, Eugênia é pregadora da Palavra de Deus. (Foto: Reprodução/Facebook). 

Então, Eugênia decidiu deixar o lesbianismo e se separou da mulher com quem vivia há 10 anos. Sua ex-companheira também encontrou Jesus e se converteu ao Evangelho, resultado da oração de sua família cristã que orava pelas duas mulheres. Eugênia também foi liberta da bebida e do fumo.

À convite de uma amiga, Eugênia começou a frequentar uma congregação da Assembleia de Deus e em 2004 foi batizada. A ex-lésbica passou por uma transformação e teve uma nova vida com Cristo.

“Fiz o Discipulado e me apaixonei pela Bíblia Sagrada. A minha vida mudou por completo, fui liberta!”, celebra a cristã. E testemunha: “Hoje sou pregadora do Evangelho e me sinto plena e feliz servindo ao Senhor, nosso Deus digno de honra, glória e louvor!”.

Materia extraída do site Guiame

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens