Fechar
Buscar no Site

Texto do Pr. Moreira Silva, publicado na Página Gospel do Jornal Pequeno do dia 16/05/2021

*Deus, o ponto de equilíbrio*

Sem o conhecimento de Deus como suporte de nosso autoconhecimento seremos levados a uma profunda frustração emocional e insatisfação com o viver.
A ciência e a filosofia  que dispõem  de critérios próprios (a exemplo do existencialismo) só podem definir a humanidade dentro dos seus entendimentos restritos e, inevitavelmente, reducionistas e limitados.
Não têm como explorar o mistério da humanidade de uma maneira ampla, plena.
A humanidade é um enigma para qualquer ciência que queira decifrá-la sem levar Deus em consideração. Apesar de sermos livres para contribuirmos com a  modificação de grande parte das circunstâncias externas das nossas vidas, logo descobrimos que não somos capazes de alterar a nossa personalidade por conta própria, porque o nosso DNA está em Deus.
As ferramentas psicológicas têm a sua contribuição na humanidade, mas estão longe de dar  resposta satisfatória para a fome espiritual que todos nós carregamos.
Pelo simples fato de termos rompido com a nossa essência (Deus) e Ele nos ter criado à sua imagem e semelhança, a nossa alma só encontrará descanso Nele. Em Deus está toda a realização humana, como bem expressou Paulo quando disse: “não me envergonho do Evangelho porque é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê”.
A salvação na perspectiva cristã envolve toda a realidade humana, por ser a retomada de uma nova humanidade inaugurada por Jesus.  O nosso estado de desespero, seja ele consciente ou não, está no simples fato de viver falsamente, negando a nossa natureza relacional, ao desprezar  Deus e o próximo.
Um dos desejos mais latente do ser humano é o desejo para o relacionamento. A quebra desse princípio nos leva a um vazio existencial que só pode ser preenchido em Deus, o criador do ser humano. Nós fomos criados para tal realidade. Quando isso é quebrado, há uma desconexão que leva à inquietação, ao estresse e ao medo, estes passam a fazer parte da nossa existência.
Ser do Evangelho é ter, portanto,  a consciência de que fomos criados na comunhão e para a comunhão.  A Deus toda Glória.

Pr Moreira

 

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens