Fechar
Buscar no Site

Texto do Pr. Ivan Moutinho, publicado na Página Gospel do dia 16/05/2021

MAIOR HERANÇA, IMENSURÁVEL  RIQUEZA.

13 – E disse-lhe um da multidão: Mestre, dize a meu irmão que reparta comigo a herança. 14 – Mas ele lhe disse: Homem, quem me pôs a mim por juiz ou repartidor entre vós? 15 – E disse-lhes: Acautelai-vos e guardai-vos da avareza; porque a vida de qualquer não consiste na abundância do que possui. 16 – E propôs-lhe uma parábola, dizendo: A herdade de um homem rico tinha produzido com abundância; 17 – E ele arrazoava consigo mesmo, dizendo: Que farei? Não tenho onde recolher os meus frutos. 18 – E disse: Farei isto: Derrubarei os meus celeiros, e edificarei outros maiores, e ali recolherei todas as minhas novidades e os meus bens; 19 – E direi a minha alma: Alma, tens em depósito muitos bens para muitos anos; descansa, come, bebe e folga. 20 – Mas Deus lhe disse: Louco! esta noite te pedirão a tua alma; e o que tens preparado, para quem será? 21 – Assim é aquele que para si ajunta tesouros, e não é rico para com Deus. (Lucas 12:13-21)
Jesus não veio ao mundo como repartidor de herança entre os homens (v.14), mas, Ele se propõe a ensinar, e fala sobre a pouca importância de acumular bens  no plano terrestre, quando diz: “.. a vida de qualquer não consiste na abundância do que possui.” (v.15).  Precisamos ouvir as palavras daquele que fala com autoridade e todo conhecimento. A parábola proposta, incita a avaliarmos sobre  valores, os quais, não devemos  requerer nesta vida, que são riquezas as  terrenas.
Sobre a questão pedida de repartição de uma herança, Jesus foi direto ao ponto denunciando a avareza da alma humana. Se bem que a repartição de uma herança é de direito legal. Nesses últimos dias, muitos saíram deste mundo deixando alguma herança a ser repartida entre os familiares. Jó em  sua aflição, diz que nasceu nu, ou seja, sem bens. E mesmo se durante a sua vida, trabalhou e acumulou riqueza, ele tem perfeita consciência da  impossibilidade de levá-la em sua morte. Mas louva ao Senhor Deus: “o SENHOR o deu, e o SENHOR o tomou: bendito seja o nome do SENHOR”.(Jó 1:21).
Jesus veio para salvar o pecador perdido, no entanto, este pecador tem que se deixar ser encontrado por Ele. A avareza é um dos impedimentos para um encontro com Deus. Os avarentos zombam de Jesus e rejeitam as riquezas oferecidas pela sua maravilhosa Graça. O pregador sabiamente aponta o problema: “- Há um grave mal que vi debaixo do sol, e atrai enfermidades: as riquezas que os seus donos guardam para o seu próprio dano;” (Eclesiastes 5:13). A estes Jesus reprova : “Assim é aquele que para si ajunta tesouros, e não é rico para com Deus.” (v.21).
Queridos, é melhor prevenir do que remediar, por isso Jesus adverte-nos para sermos cautelosos. Que plano de enriquecimento temos desenvolvido em nossa mente? Na parábola, a propriedade de um homem rico produziu com abundância, e em seu pensar disse à sua alma: Tens guardado muitos bens para muitos anos, por isso, descansa, come, bebe e folga. Mas Deus disse: Louco! Esta noite te pedirão a tua alma; e o que tens preparado para quem será? (v.20).
Jesus dá a dica “- Não ajunteis tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem tudo consomem, e onde os ladrões minam e roubam; – Mas ajuntai tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem consomem, e onde os ladrões não minam nem roubam.” (Mateus 6:19,20). Jesus avisa que onde estiver o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração. É infinitamente melhor  desejar as riquezas celestiais. Jesus, como mediador, nos chama para recebermos a promessa da herança eterna. (Hebreus 9.15). No Céu não haverá corruptos e nem corrupção, enfim,  um rico tesouro nos aguarda.
Pr. Ivan Moutinho – ibboavista – Timon – MA

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens