Fechar
Buscar no Site

Texto do Roberto Veloso, publicado na PG do dia 29/11/2020

JESUS E A MULHER SAMARITANA

Por Roberto Veloso

@robertoveloso_

“Então, lhe disse a mulher samaritana: Como, sendo tu judeu, pedes de beber a mim, que sou mulher samaritana (porque os judeus não se dão com os samaritanos )?” (João, 4:9)

Essa passagem bíblica é linda e cheia de ensinamentos, mas o que eu gostaria de falar hoje era sobre o Jesus que não era preconceituoso e aproveitava as situações mais inusitadas para pregar o Seu evangelho.

Aquela mulher tinha tudo para o Rei dos Reis sequer lhe dirigir a palavra. Era uma samaritana, uma mestiça de israelita e assírio. Tinha sido repudiada por vários homens e agora vivia com um que nem era seu marido. Provavelmente era idólatra, porque os samaritanos cultuavam vários deuses.

Mas, Jesus criou a situação para evangelizá-la. Não ficou gerando dificuldades para propagar a Sua palavra, antes procurou falar com a mulher perdida e rejeitada, para que ela compreendesse qual era a verdadeira fonte de água viva.

“Replicou-lhe Jesus: Se conheceras o dom de Deus e quem é o que te pede: dá-me de beber, tu lhe pedirias, e ele te daria água viva.” (João 4:10)

Na sociedade atual, onde impera a intolerância, o preconceito e o ódio entre pessoas que sequer se conhecem, unicamente por pertencerem a grupos ideológicos, religiosos e de gostos diferentes, o exemplo de Jesus deve ser seguido pelos cristãos para pregar o evangelho a toda a criatura.

E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura.” (Marcos 16:15)

Se o mandamento de Jesus é pregar o evangelho a toda criatura, nessa ordem estão os corruptos, os ladrões, os prostitutos, as prostitutas, os LGBTQI+, os adúlteros, os bêbados, os drogados e os demais excluídos.

O mandamento não é pregar o evangelho para os iguais, os semelhantes a nós, não, a ordem é pregar a toda criatura, indistintamente. Não se pode excluir da pregação do evangelho os umbandistas, os espíritas, os muçulmanos, os ateus, e prosélitos de outras religiões.

Porque não existe um bom para ter capacidade de excluir a palavra de Deus dos demais. Afinal, somos todos pecadores e somente fomos salvos pela graça e misericórdia de Deus, por intermédio de Seu Filho amado.

Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus; Sendo justificados gratuitamente pela sua graça, pela redenção que há em Cristo Jesus. (Romanos 3:23,24)

Se somos remidos pela graça de Deus, imerecidamente, não podemos deixar de levar a palavra para os que mais dela precisam, os pecadores, para que todos possam conhecer Jesus Cristo e entregar a vida a Ele com o objetivo de atingir a salvação e a vida eterna.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens