Fechar
Buscar no Site

Domínio Próprio – P/ Roberto Veloso

 

“Evita discussões insensatas, genealogias, contendas e debates sobre a lei; porque não têm utilidade e são fúteis. Evita o homem faccioso, depois de admoestá-lo primeira e segunda vez,” (Tito, 3:9-10)

O domínio próprio diante das provocações é um fruto do espírito e precisa ser cultivado. Há os que necessitam da discussão como o ar para as suas vidas e vivem procurando com quem debater as suas convicções, que depois de longa e acalorada altercação de nada se aproveita, é inútil.

Por isso a Bíblia nos ensina a sermos longânimos, pacientes, mansos de coração, da mesma forma que disse Jesus Cristo, no sermão da montanha:

“Bem-aventurados os mansos, porque herdarão a terra.” (Mateus, 5:5)

Para alcançarmos o domínio próprio é importante tomarmos algumas providências. A primeira é nos afastar do homem faccioso, evitando-o. Se há uma pessoa que provoca a contenda, a Bíblia nos ensina a nos afastarmos, porque as discussões e debates com ela não nos edificará.

A outra é evitar as rodas dos escarnecedores, dos que insultam por não concordarem com a nossa postura de vida:

“Bem-aventurado o homem que não anda no conselho dos ímpios, não se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores.” (Salmo, 1:1)

Se não queremos nos aborrecer com discussões inúteis, é importante não sentarmos com os que agridem, provocam e zombam, porque esse é o caminho para o pecado.

E a principal é entregar a vida a Jesus, para que Ele passe a conduzir nossas vidas. Quem anda com Jesus Cristo tem a paz e é feliz, não existindo lugar para as contendas e as discussões inúteis.

Por Roberto Veloso
Igreja Batista do Olho D´Água (São Luís-MA).

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens