Fechar
Buscar no Site

A BÍBLIA E A POLITICAGEM

1. A Bíblia diz que as leis devem ser justas, mas diz também que alguns legisladores fazem leis para benefício próprio.
2. A Bíblia diz que devemos ser verdadeiros em tudo, também diz que algumas pessoas fazem da mentira a verdade.
3. A Bíblia afirma que toda autoridade é constituída por Deus com dois objetivos muito claros: aplaudir quem pratica o bem e punir quem pratica o mal. Ela também afirma que muitas autoridades perseguem as pessoas que fazem o bem e protegem os promotores do mal.
4. A Bíblia deixa bem claro que não devemos aceitar suborno em hipótese alguma. Mas também relata que algumas pessoas sentem prazer em receber suborno para prejudicar até pessoas justas e pobres.
5. A Bíblia diz que nossas atitudes sempre devem acontecer sob a luz do evangelho; tudo transparente  e claro. Mas aponta para àqueles que amam mais as trevas do que a luz.
6. A Bíblia condena veementemente o uso de argola de ouro em focinho de porco, mas tem muita gente indevidamente colocada em lugar de destaque.

7. A Bíblia afirma ser bem aventurado aquele que tem sede e fome de justiça. Mas reprova àqueles que se lançam com avidez na prática da injustiça.
8. A Bíblia exorta que não devemos roubar. Na politicagem, as pessoas roubam descaradamente.
9. A Bíblia exalta a integridade de coração e de atitudes. A politicagem aplaude o bandido grande.
10. A Bíblia diz que a balança não deve ser enganosa. Na politicagem, a licitação é carta marcada, a medição da obra é mentirosa e a entrega de bens, serviços e materiais é surrupiada.
11. A Bíblia diz que digno é o trabalhador do seu salário. Mas diz também que quem não trabalha, não coma.
12. A Bíblia diz que quem colheu muito não desperdiçou, e quem colheu pouco, não teve falta de nada. Houve justa distribuição. Na politicagem, alguns esbanjam e vivem nababescamente, enquanto outros passam fome.

Pr. Porto

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens