Fechar
Buscar no Site

Roberto Costa defende o nome de Roseana para disputar a sucessão de Flávio Dino em 2022

Roberto Costa diz que Roseana poderá assumir a presidência do MDB no Maranhão


O deputado estadual Roberto Costa, vice-presidente do MDB no Estado, está convencido de que o seu partido, com as eleições municipais de 2020, conseguiu voltar ao cenário e à discussão política atual do Maranhão. “Elegemos inúmeros prefeitos, vereadores e vice-prefeitos. E, mais do que isso, o MDB se movimentou politicamente, formando alianças, conversando com suas bases e se fortalecendo cada vez mais”.
Coordenador da articulação política do partido, Roberto Costa salienta que o MDB tem amadurecido com o conteúdo de suas propostas e a prioridade tem sido a ampliação do diálogo.
Esta expansão do cenário político e ampliação do diálogo são consequência do redirecionamento da atuação do MDB no Maranhão. De acordo com o vice-presidente, para construir os novos horizontes do MDB, “é preciso acima de tudo olhar para o futuro, que é construído principalmente à base do diálogo aberto e amplo e sem vetos a setores da política no Estado, pois o nosso objetivo é atender os anseios do povo maranhense”.
Com vistas às eleições de 2022, Roberto Costa acredita que a ex-governadora Roseana Sarney tem ampla chance de vir a assumir a presidência do MDB no Maranhão. E tem também, segundo ele, grande cacife para vir a disputar a sucessão do governador Flávio Dino nas eleições do ano que vem.
“A ex-governadora Roseana é uma grande liderança estadual do MDB e a participação dela na discussão sobre os caminhos do partido está garantida, inclusive tendo legitimidade para ser um dos nomes possíveis de assumir o partido, por todo o trabalho que ela já fez pelo Maranhão”, afirma o deputado Roberto Costa nesta entrevista:

Jornal Pequeno – Por que o MDB decidiu prorrogar mandatos dos atuais dirigentes?
Roberto Costa – Em virtude do cenário atual da pandemia, a Executiva nacional optou pela prorrogação do diretório nacional e, consequentemente, estados e municípios. No caso de quatro estados, incluindo o Maranhão, firmou-se a necessidade de avaliar melhor os cenários locais. Assim, no Maranhão, serão ouvidas as lideranças do partido, juntamente com a Executiva para que seja tomada essa decisão pela prorrogação ou por uma nova convenção.
JP – Quando será a convenção do partido e como estão os preparativos para este evento no Estado?
Roberto Costa – Ainda não temos uma data fechada. A princípio estamos discutindo sobre até quando será essa prorrogação. Entretanto, essa definição será feita a partir desses diálogos entre as lideranças do partido e a Executiva estadual, para o entendimento sobre necessidade de convenção ou não, tudo isso respeitando as regras sanitárias vigentes.
JP – Quais são de fato as chances de a ex-governadora Roseana vir a assumir a presidência do MDB no Maranhão?
Roberto Costa – A ex-governadora Roseana é uma grande liderança estadual do MDB e a participação dela na discussão sobre os caminhos do partido está garantida, inclusive tendo legitimidade para ser um dos nomes possíveis de assumir o partido, por todo o trabalho que ela já fez pelo Maranhão.
Mas esse encaminhamento começará a ser tratado a partir de agora, em diálogo com nossos prefeitos, vice-prefeitos, vereadores, deputados estaduais e federais, além de todas as lideranças do partido. Essa é uma decisão que será tomada em conjunto.
JP – Que avaliação se pode fazer do seu desempenho da direção do MDB no Estado em relação às eleições municipais de 2020?
Roberto Costa – O MDB voltou ao cenário e à discussão política atual do Maranhão. Elegemos inúmeros prefeitos, vereadores e vice-prefeitos. E, mais do que isso, o MDB se movimentou politicamente, formando alianças, conversando com suas bases e se fortalecendo cada vez mais.
Além do resultado positivo, o mais importante foi que nós conseguimos ampliar os diálogos do partido, saindo de uma posição de isolamento e sentando novamente na mesa de discussão da política maranhense, dialogando com as mais diversas correntes políticas e discutindo projetos que possam trazer cada vez mais melhorias para o povo do nosso estado.
JP – Como se analisa a atual situação política e partidária do MDB na Assembleia Legislativa do Estado?
Roberto Costa – Na Assembleia, a nossa bancada, que antes era composta somente por mim e pelo deputado Arnaldo Melo, fortaleceu-se ainda mais com a chegada da deputada Socorro Waquim. O MDB tem passado por uma reestruturação interna, votando nos projetos encaminhados inclusive pelo próprio Governo Estadual que tragam melhorias para o povo maranhense.
Hoje, a maturidade do partido e o fortalecimento com as alianças firmadas levaram o partido a adotar uma posição de diálogo com as diversas vertentes políticas, o que acabou culminando na formação do novo Bloco Independente, comandado pelo deputado Arnaldo Melo. É uma bancada que age de forma independente e bem articulada.
JP – Qual o atual cenário do MDB no Maranhão com vistas às eleições de 2022?
Roberto Costa – Atualmente o partido vem passando por uma reestruturação interna, tornando ainda mais necessário esse cenário de avaliação, de diálogo com as diversas correntes e vendo quais os melhores projetos para o Maranhão. O MDB tem essa responsabilidade por todo o seu legado.
E toda vez que falamos em eleições gerais, o nome da ex-governadora Roseana é um dos que não podemos deixar de citar dentro do MDB, por todo o seu trabalho e representatividade no estado. Entretanto, tudo isso ainda será avaliado e discutido durante todo o ano de 2021 para que tomemos a decisão mais acertada em 2022.
JP – Especificamente, qual a posição do MDB do Maranhão em relação ao governo Flávio Dino e do presidente Bolsonaro e também em relação à nova gestão em São Luís, com o prefeito Eduardo Braide?
Roberto Costa – A posição do MDB em relação ao governo do Estado é de respeito mútuo. Na Assembleia, a bancada do MDB, composta pelos deputados Roberto Costa, Socorro Waquim e Arnaldo Melo tem votado a favor da maioria das pautas do governo, que sejam de interesse e tragam melhorias para a sociedade maranhense, mostrando que a nossa posição é de independência, mas, acima de tudo, de respeito.
Em relação à Prefeitura de São Luís, o MDB esteve ao lado deputado Neto Evangelista no primeiro turno e no segundo turno vimos que a melhor escolha seria apoiar o candidato Eduardo Braide. Assim, continuamos com esse diálogo, na torcida para que o prefeito faça uma grande gestão. Já em relação ao governo federal, o partido tem seguido os caminhos orientados pela direção nacional.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens