Fechar
Buscar no Site

Vídeo: Deputado Ciro Neto denuncia fraude em licitação e corrupção na prefeitura de Presidente Dutra

Foto: Reprodução

O deputado Ciro Neto fez uma grave denúncia envolvendo o prefeito de Presidente Dutra, Raimundinho da Audiolar.

De acordo com o deputado, somente dois dias após o início das obras de pontes do munícipio é que o prefeito encaminhou à Câmara Municipal um documento pedindo crédito especial no valor de um milhão e duzentos reais para que pudesse realizar licitação para a construção e reforma de 13 pontes.

“Foi publicado um edital para construção e reforma de 13 pontes no município com a data para acontecer esse processo licitatório no dia 23 de novembro, agora esta semana, anteontem. Sendo que, há mais de 20 dias, as obras já estavam iniciadas. No mesmo edital de licitação, ele mostra a data da publicação do edital no dia 27 de outubro, sendo que, no portal da transparência do município, dá a informação do dia 18 de outubro, mostrando e dificultado o acesso das empresas e da população à informação. No dia 27 foi publicado edital e somente no dia 18 foi publicado no Portal da Transparência do município. Nesse edital, as duas primeiras pontes correlacionadas são as pontes da rua Camilo Rocha, conhecida lá, popularmente, como Rua do Urubu e a Rua 28 de Junho Sul, que são as duas pontes já iniciadas pela atual gestão. E cada uma dessas pontes irá custar ao povo de Presidente Dutra, o valor de R$ 253.744,70, de uma licitação de um total de quase quatro milhões de reais. Aí fica a pergunta: Ministério Público, nós estamos acionando o Ministério Público em parceria com a Vereadora Andreia para mostrar e que o Prefeito diga quem é que está executando”, denunciou o deputado.

Ciro Neto afirmou que as obras são executas pelas empresas do Grupo Audiolar, de propriedade do prefeito.

“As máquinas que estão trabalhando são as máquinas do município. Os funcionários que lá estão são os funcionários do município. O prefeito já, por diversas vezes, passou lá fotografou e publicizou dizendo que estava fiscalizando a obra e a licitação aconteceu antes de ontem. Está aqui provado, fraude em licitação, corrupção e desvio de dinheiro público. Se é a Prefeitura que está executando por que ele está licitando após quase 30 dias uma obra que a prefeitura já está executando? É para lavar o dinheiro? Qual é a empresa que ganhou esta obra? Eu acredito que deva ser alguma empresa do grupo Audiolar”, disparou.

Veja no vídeo acima.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens