Fechar
Buscar no Site

Veja o vídeo: Roberto Rocha diz que não tentou derrubar Josimar e fala sobre ida para o PL

Foto: Reprodução

O senador Roberto Rocha negou, nesta quarta-feira (17), que tenha pedido ao presidente Bolsonaro para destituir o deputado Josimar Maranhãozinho da presidência do PL e assumir, no seu lugar, a legenda no Maranhão.

“Certamente que se trata de uma notícia falsa, porque jamais isso foi motivado por mim. (…) Tanto eu quanto o deputado Josimar somos aliados do presidente Bolsonaro no Maranhão. De tal modo que isso não se justifica, em momento algum isso foi tratado, eu não desejo ser presidente de partido algum. Se quisesse eu teria ficado como presidente do PSDB. Eu não tenho tempo para cuidar de burocracia partidária”, disse o senador Roberto Rocha com exclusividade ao jornalista Eduardo Ericeira no JD1, programa de política e opinião que vai ao ar, de segunda a sexta-feira, às 13h15, na TV Difusora e rádio Difusora com John Cutrim, Adalberto Melo e Keith Almeida.

Ainda de acordo com o senador, se vier a integrar os quadros do PL se sentirá muito à vontade. “Sou amigo do Josimar há muito tempo e o PL foi o primeiro partido que eu tive na minha vida pelo qual eu me elegi deputado estadual”, afirmou.

Também de forma exclusiva ao jornalista John Cutrim no JD1, que tem comentários de política, análise e opinião de segunda a sexta-feira, das 13h15 às 14h30, na TV Difusora e rádio Difusora, o presidente do PL em São Luís, o vereador Aldir Jr. disse que não há problema em o senador Roberto Rocha se filiar ao partido. De acordo com ele, o posicionamento do deputado Josimar Maranhãozinho é o mesmo.

“O Roberto é um amigo querido, o Josimar tem uma história política de anos com o Roberto. Em contrapartida, a gente tem que escutar o próprio Roberto, se é interesse dele ou não”, afirmou Aldir, sobrinho do deputado Josimar Maranhãozinho, ao blog do John Cutrim.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens