Fechar
Buscar no Site

Sobre a pesquisa Econométrica

pesquisa_x_cust_dev

Do leitor Agostinho Araujo

Caro John Cutrim…

Em eleição existem algumas “leis matemáticas”. Estas “leis” levam em conta algumas variáveis, dentre elas estão a “aceitação” e a “rejeição”. Dito isto, fica claro imaginar quem seria eleito num pleito onde:

1. O candidato “A” tem 54% de aceitação e 14,1% de rejeição;

2. E o candidato “B” tem 25% de aceitação e 33,5% de rejeição.

Mas vejamos o que diz o próprio IBOPE sobre estes dados relatados pela pesquisa, isto em análise das intenções de votos para Presidente da República, para a eleição 2014:

“Essa avaliação individual do potencial de voto e de rejeição de cada candidato cria um retrato único. Não é uma análise comparativa, mas o candidato tal como ele é para a população”, explica Márcia Cavallari, CEO do IBOPE Inteligência.

E ainda, existe outra forma de análise chamada de “Saldo”, vejamos a que ela revela:

“SALDO:

Uma boa alternativa para se dimensionar a atual imagem dos candidatos perante a população é a subtração do potencial de voto pelo índice de rejeição apresentado por cada um deles no levantamento individual.

Com esses cálculos, Dilma é a única a apresentar um saldo positivo nas pesquisas. Com potencial de voto de 76% e rejeição de 20%, a atual presidente tem um saldo de 56 pontos.

Os demais candidatos, excluindo Marina Silva que tem saldo zero, (40% de potencial de voto e 40% de rejeição), apresentam resultados negativos.

O maior deles é apresentado por Eduardo Campos, com saldo negativo de 25 pontos (10% de potencial de voto e 35% de rejeição).

Na sequência, entre os candidatos citados, aparecem José Serra com saldo negativo de 15, (35% de potencial de voto e 50% de rejeição), e Aécio Neves com saldo negativo de 11 pontos, (25% de potencial de voto e 36% de rejeição). ”

Bom vejamos então, neste momento, qual o saldo dos nossos candidatos a Governador do Estado:

1. O candidato Flávio Dino tem 54% de aceitação e 14,1% de rejeição:

(54-14,1= 39,9 POSITIVOS);

2. E o candidato Luís Fernando tem 25% de aceitação e 33,5% de rejeição:

(25-33,5= 8,5 NEGATIVOS).

Nesta visão, a distância que Luís Fernando tem que percorre dos seus 8,5 NEGATIVOS até os 39,9 POSITIVOS de Flávio Dino é de 48,4 pontos.

Bom, tirem suas conclusões.

Caro John Cutrim, a contribuição para o debate fica pela admiração pelo seu trabalho no Blog. Parabéns.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

6 respostas para “Sobre a pesquisa Econométrica”

  1. Vicente Jr. disse:

    O Agostinho subtraiu o índice de rejeição do índice de aceitação (percentual atingido pelo candidato na pesquisa), enquanto o IBOPE fala em “potencial de voto” e não índice de aceitação. Como são conceitos diferentes, a análise acima vai pro brejo.

    Talvez uma análise melhor seria a seguinte:
    A pesquisa pergunta “entre estes candidatos quem você não votaria de jeito nenhum?”

    Luís Fernando 33,5%
    Flávio Dino 14,1%
    Não rejeita nenhum 26,8%
    Rejeita os dois 4%
    Não sabe/Não respondeu 21,6%

    Excluindo os que não sabem ou não responderam e os que rejeitam os dois, temos:

    Potencial de voto de Luís Fernando: 26,8 (não rejeitam nenhum) + 14,1 (rejeitam Dino) = 40,9
    Potencial de voto de Flávio: 26,8 + 33,5 (rejeitam Luís Fernando) = 60,3

    Tem-se então que:

    Saldo de Dino = 60,3 – 14,1 = 46,2
    Saldo de Luís Fernando = 40,9 – 33,5 = 7,4

    Daí a “distância a ser percorrida” pelo Luís Fernando seria de 38,8 pontos, e não de 48,4 pontos, como disse o Agostinho Araújo. De qualquer maneira, é uma grande distância.

    Abs

  2. Intrigado disse:

    Gastar um post para dar essa explicação mostra o quanto vcs estao preocupados!!! Ta ruim desse Flávio enjoado chorao professor de Deus ganhar eleicao de Luis Fernando….kkkkk

  3. banzão disse:

    caramba! como tem gente que não quer perder a boquinha, galera vcs já mamaram quase 50 anos, liquidaram com o nosso estado, ponham as mãos na inconsciência de vcs, não dá mais, a não ser que esse povo tenha nascido mesmo pra sofrer, agurntar Jorge Murad mais ainda no governo desse marionetes do Luis Fernando, todo mundo sabe que ele é o mentor dessa figura patética.

  4. Agostinho Araujo disse:

    Caro Vicente Jr…
    A base do meu comentário foi retirado do artigo apresentado no site do IBOPE. Inclusive, constam no meu comentário textos entre aspas, retirados do texto original do site do IBOPE. O endereço do artigo está abaixo, assim como o endereço da pesquisa inteira.
    Porém, não consta no artigo a fórmula usada por você, com o uso do percentual “Não rejeita nenhum 26,8%”. O IBOPE não o percentual que você usou para apresentar os dados de suas pesquisas. Mas sim a subtrai o índice de rejeição do “potencial de voto”, que eu nominei de “índice de aceitação”.
    Percentual este, que nos dados da pesquisa é o resultado da soma das resposta: “Com certeza votaria”, e “Poderia votar”, que forma o resultado positivo do candidato, como se pode observar nas últimas páginas da pesquisa.
    Ocorre que na pesquisa e no texto do site do IBOPE o termo usado é “potencial de voto”, e eu nominei de “índice de aceitação”!

    http://www.ibope.com.br/pt-br/noticias/Paginas/A-rejeicao-de-candidatos-com-grau-de-desconhecimento-elevado-nao-e-consolidada.aspx
    http://www.ibope.com.br/pt-br/noticias/Documents/JOB_0356_ELEI%C3%87%C3%95ES%202014%20-%20Relat%C3%B3rio%20de%20tabelas.pdf

  5. AGOSTINHO disse:

    É o inicio da derrocada, a candidatura do bate em pai não se sustentará, no final a sensatez, o bom censo, do povo, prevalecerá elegendo o melhor para o Maranhão e o melhor com certeza é Luis Fernando.

  6. ednewton Viana - De Brasília disse:

    É chegada a hora do Maranhão se liberar de vez dessa oligarquia perniciosa, que já teve a oportunidade de tornar o Maranhão um Estado pujante pela sua cultura, riqueza e tradição. O futuro governadorFlávio Dino, vem ai com toda vontade e dedicação para realizar essa mudanças. Deus o abençoe e proteja!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens