Fechar
Buscar no Site

Simplício Araújo rebate fala do “Véio da Havan”

O empresário Luciano Hang, o “Véio da Havan”, comparou o IDHs de estados brasileiros com a “cor” partidária dos seus governantes:

“O desenvolvimento de um país, estado ou município tem tudo a ver com a cor dos partidos políticos que o administram. Os estados que mais votaram na esquerda nas últimas eleições, são os mesmos que estão com os menores IDHs do Brasil. QUEM VOTA NO VERMELHO, FICA NO VERMELHO”, disse.

O secretário de Indústria e Comércio, Simplício Araújo, rebateu.

“O problema da pobreza do norte e nordeste, que é histórico, tem que ser tratado com seriedade, honestidade e conhecimento. Foi uma declaração desrespeitosa, e de minha parte jamais entrarei de novo numa loja da Havan, esse senhor lucra a nossas custas e nos agride, ao tripudiar de nossa inteligência. O problema do Norte e Nordeste merece ser olhado com responsabilidade. Milhões de nordestinos e nortistas já ajudaram esse Senhor a construir seu império, o mínimo que ele pode fazer em retribuição seria investir num estudo ou em alguma forma de ajudar a região, abrir a boca para falar asneiras é um ataque a milhões de irmãos brasileiros”, disse Simplício.

E completou: “A imbecilidade puxa a imbecilidade, lamento que até políticos exercendo mandatos, ou seja, pagos pelo povo de nossa região, tenha dado amplitude a esse infeliz comentário, quando deviam ter defendido com unhas e dentes a nossa região”.

Para Simplicio, “o problema da pobreza existe, não se pode negar, e é decorrente justamente de pessoas como Luciano Hang, que apenas buscam lucro na região, ignoram a pobreza e usam nossos indicadores sociais apenas como trampolim político e social. É desse tipo de gente que precisamos nos livrar” o atual secretário de estado de Indústria, Comércio e Energia, que também é pré candidato a governador finalizou dizendo que “O nordeste e o norte são resilientes, pois são roubados e ainda achincalhados, como atualmente em bilhões de reais de recursos do orçamento secreto federal que deveriam estar combatendo a pobreza, mas que estão sendo usados para a compra de mansões, aeronaves e gado, isso sim deveria estar sendo apontado, investigado e criticado por quem diz querer o crescimento do nosso país”.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

2 respostas para “Simplício Araújo rebate fala do “Véio da Havan””

  1. anthonymuzfreitas disse:

    Quem tem Razão o Senhor Simplício Araújo ou o Veio da Havan?
    A paulada dada pelo Veio da Havan doeu mesmo! O senhor Simplício Araújo sabe que todos nós sabemos que a miséria do Nordeste não está na classe empresarial, mas nos políticos safados que tivemos e que ainda temos em todas as esferas de poder.
    Duvido que o senhor desconheça que nós sabemos que esses 500 anos em que a classe política e as oligarquias que dominaram _ principalmente o Nordeste _ sempre quiseram que nós fôssemos os mais miseráveis dos cidadãos deste pais, e que os indicadores sociais, econômicos e educacionais estão aqui muito antes do “Veio da Havan” ter se estabelecido em nossos Estados!
    Será se o senhor desconhece o “estado de corrupção” que ao longo dos séculos fez dos 9 (nove) estados do Nordeste os campeões de Corrupção, de falta de oportunidade e roubalheira institucionalizada, principalmente pondo a culpa na seca ?
    O senhor quer uma prova de que o senhor é cúmplice do atraso de nossa região e de seu povo? Pois bem: Nada melhor do que olhar no retrovisor da história para que vejamos que não é o “Veio Da Havan” o responsável pela miséria, impulsionada pelo nosso analfabetismo histórico e crônico, e que qualquer cidadão igual a mim, Maranhense de todas as gerações sempre soube que nosso Estado é uma República à parte, aonde quem sempre determinou o que seria este estado e esta gente, são os donos do Poder!
    A parte mais notória disso é que pessoas como o senhor vive à espreita de um bode expiatório para que seus pecados sejam expiados…
    E nesse caso em especial, todos os comunistas preguiçosos e inaptos veem naqueles que trabalham e gerem empregos e riquezas como sendo exploradores. Isto é do comuno-socialismo!
    O Senhor sabe que o maior entrave para o desenvolvimento do Nordeste e de sua gente sempre foi atribuído a falta de recursos hídricos, e que isso gerou uma avalanche industrial de boatos de que essa região nunca seria próspera … Faltando água, sobra eleitores de cabresto!
    Quem esqueceu que ainda nos tempos do império, foi encontrado uma solução engenhosa para acabar com a indústria da seca, _no caso a transposição das Águas do Rio São Francisco, _ mas sempre adiada sempre em nome de uma falta de recursos financeiros ?
    Esse projeto ficou engavetado porque isso retiraria poderes dos coronéis do Nordeste, mas que um dia um líder entendeu que esse projeto seriam um diferencial enorme para desvios de dinheiro público, por muitos e muitos anos!!! Isso foi feito!
    O projeto de transposição foi alçado em R$ 4.0000.000,00 (quatro bilhões) e em 2007com a proposta de que fosse inaugurado em 2012, chegamos em 2019 já tinha sido gasto R$ 10,6 bilhões nos dos dois eixos da transposição do rio. Isso não foi feito com a aquiescência do “Veio da Havan!
    Esse é apenas o lado de uma máscara que começa a ser retirada, porque para a classe dos corruptos e corruptores, políticos corruptos do Brasil e do Nordeste, sempre tem uma nova chance!
    Ora senhor Simplício, tenho certeza que o Senhor conhece o mais novo instrumento de corrupção dos últimos anos: O Covidão! Tenho certeza que o Senhor conhece os nomes daqueles formadores do “Consórcio do Nordeste” em que esses próceres desviaram milhões e milhões de Reais , e que nada foi feito , e que o senhor se manteve calado diante dessa roubalheira e da crise humanitária de desvios de recursos da saúde dos nordestino… Veja que o velho da Havan não teve nenhuma participação nisso!
    Senhor Simplício, sempre nutri o sentimento de que o senhor seria um homem público ponderado, mas essa minha estima ao senhor foi severamente abalada, quando o senhor acusa, o “Veio da Havan” de lucrar com a miséria alheia, sendo que a companhia “Matheus supermercados ” em nenhum momento é acusada pelo senhor como exploradora das riquezas do nosso Estado. Eu também não vejo o Matheus como empresa agressora e exploradora de nossas riquezas e de nosso povo, visto que eu sou cliente do Matheus e nunca entrei numa loja da Havan!
    Sua fala de que Milhões de nordestinos e nortistas já ajudaram esse Senhor a construir seu império, não tem nada a ver, porque as empresas privadas , como a Matheus e A Havan , geram riquezas , enquanto que os político via de regras roubam nossas riquezas…
    Que diabo de fala é essa de que o que o “Veio da Havan” poderia fazer em retribuição aos empregos gerados ,seria investir num estudo ou em alguma forma de ajudar a região, quando eu nunca ouvi o senhor cobrar das empresas que aqui se estabeleceram , que investisse no que é responsabilidade dos Estados e municípios ?
    “Ora se o senhor cobra do “Veio da Havan” para não abrir a boca para falar asneiras e que isso é um ataque a milhões de irmãos brasileiros”, como disse o senhor, qual o crime do Matheus em gerar renda e ajudar o Nosso Estado em promover emprego e renda, da mesma forma que que as Lojas da Havan?
    Senhor Simplício, o senhor se perdeu no oceano de suas fezes ao tentar lacrar contra o “Veio da Havan”! O “Veio da Havan” tem razão!

  2. Clenio Ramos de Farias disse:

    Ao invés do secretário refutar a afirmação do empresário com dados, ele se presta à infame atitude de desviar o foco. O que só nos leva a crer que o empresário tem a verdade dos fatos, que dão respaldo às suas afirmações. Se o secretário permanece calado, talvez a fala do empresário passava despercebida, mais como o secretário achou de abrir a boca, agora o dano tomou proporções maiores. Secretário,da próxima vez,apresente dados, fatos,guarde suas falácias pra militância.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens