Fechar
Buscar no Site

Sarney usa transporte escolar do MA para fazer campanha para Presidente

O Ministério Público disse que não vai processar José Sarney porque sabe que é trabalho perdido, já que o STF sempre absolve

Do site de humor G17

O presidente do Senado, José Sarney, está utilizando o Transporte Público Escolar, do interior do Estado do Maranhão, para divulgar sua pré-candidatura a Presidência da República, em 2014. Os transportes escolares maranhense estão circulando com um cartaz, do Senador Sarney, com a informação que ele mudou o Maranhão e vai mudar o Brasil.

José Sarney é pré-candidato a Presidência da República, e tem como forte o seu trabalho desenvolvido pelo povo do Maranhão. Um dos maiores investimentos de Sarney, naquele estado, foi com relação à educação, razão que fez o presidente do Senado escolher o transporte escolar para iniciar sua campanha.

Procurado pela reportagem de G17, o Ministério Publico disse que não vai fazer nada, com relação ao uso do transporte escolar para propaganda política, porque segundo o próprio MP, seria perca de tempo. “Não adianta, isso não dá em nada, e mesmo que dê algo, o STF anula tudo e absolve o Senador, então prefiro não trabalhar em vão”, disse o Promotor de Justiça.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

Uma resposta para “Sarney usa transporte escolar do MA para fazer campanha para Presidente”

  1. Francinaldo Morais disse:

    “Sarney faz campanha para presidente em 2014”. “Gastão entra no jogo sucessório do Maranhão”. “Ricardo inaugura UPAS”. ” Lobão é candidato de qualquer jeito”. Piadas sem graça, factóides ou curtina de fumaça produzida pelo Partido Mirante de Comunicações-PMC, ente que diuturnamnte faz, subrepticiamente, a política do grupo Sarney no Maranhão. Enquanto isso a educação pública estadual está falida, a segurança abandonada e Roseana mostra-se uma espécie de “joão bobo” ou pinguim de geladeira. Precisamos enxergar atraves dessa densa bruma! Francinaldo Morais, professor de História, Caxias-MA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens