Fechar
Buscar no Site

Sarney lamenta morte de brasileira mais velha do mundo: “Foi estagiária do meu gabinete”

O Sensacionalista

O presidente do Senado, José Sarney (PMDB), votou hoje uma moção de apoio à família de Maria Gomes Valentim, que era considerada a mulher mais velha do mundo e que faleceu na última terça-feira.

“Quero deixar registrado todo meu pesar pela perda trágica de mais essa jovem brasileira. Ainda mais porque ela começou sua vida profissional comigo, na casa vizinha à nossa, a Câmara dos Deputados”, escreveu Sarney.

Bastante emocionado, o senador disse na tribuna que “não é fácil enterrar uma pessoa que você pegou no colo”. “Ela foi por vários anos minha estagiária, uma excelente profissional, diga-se de passagem”, lamentou Sarney.

Reconhecida pelo “Guinness World Record” (Livro dos Records) como a mulher mais velha do mundo, Maria morreu na madrugada de terça-feira, aos 114 anos, na cidade de Carangola (município a 360 quilômetros de Belo Horizonte), em Minas Gerais.

Valentin estava internada com pneumonia no CTI (Centro de Terapia Intensiva) da Casa de Caridade de Carangola, quando morreu, por volta das 4h10.

Segundo os documentos que o Guinness aceitou como válidos para reconhecê-la como a pessoa mais velha do mundo em 18 de maio, a idosa nasceu em 9 de julho de 1896 – logo, estava prestes a completar 115 anos.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens