Fechar
Buscar no Site

Sarney está insatisfeito com Dilma

Josias de Souza

Num intervalo de menos de 15 dias, José Sarney pronunciou comentários radioativos sobre Dilma Rousseff em pelo menos duas conversas. Quem o ouviu ficou com a impressão de que o morubixaba do PMDB passou a enxergar 2014 como uma porta giratória sem porteiro.

Um dos interlocutores depreendeu que o presidente do Senado ligou os seus radares. O equipamento havia sido acionado pela última vez em 2002. Nesse ano, Sarney desembarcou do apoio formal dado pelo PMDB à candidatura tucana de José Serra e inaugurou uma vitoriosa e rentável dissidência pró-Lula.

O segundo interlocutor traduziu o diálogo que manteve com Sarney assim: “Antes, o apoio dele a Dilma era incondicional. Incluía o morango e o chantilly. O creme já desapareceu. E a fruta começa a ficar passada.”

Sob Dilma, Sarney mantém o controle do estratégico setor elétrico, obtido sob Lula. Considerando-se que Edison Lobão não virou ex-ministro, ainda que os radares de Sarney captem vibrações alternativas, o eventual desembarque há de ser lento. Mas a hipótese de turbulência passou a compor o cenário.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

2 respostas para “Sarney está insatisfeito com Dilma”

  1. GENERAL SELVA disse:

    esta foto lembra-me quando ele beijava as mãos dos generais,onde sorrateiramente mendigava poder.

  2. GRIFUVIM ARDENTE disse:

    CUIDADO DILMA. LAVE SUA MÃO SE NÃO ELA CAI.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens