Fechar
Buscar no Site

São Luís: Rua Portugal recebe espetáculo de luzes e peça teatral

Até 12 de setembro, ludovicenses e turistas que estiverem passeando ou apenas transitando pela Rua Portugal, um dos principais cartões-postais do Centro Histórico de São Luís, podem acompanhar gratuitamente as apresentações do espetáculo Cidade de Porcelana – 409 anos de história, peça teatral promovida pela Secretaria de Estado da Cultura (Secma), como parte da programação do Governo do Estado pelo aniversário da capital maranhense, celebrado no dia 8 de setembro.

O espetáculo é encenado nas janelas do casarão que já foi abrigo da antiga sede da Secma, localizado na esquina da Rua Portugal com a Rua da Estrela. São duas performances teatrais diárias, cada uma com 40 minutos de duração e com intervalo de 20 minutos entre as apresentações.

A primeira encenação começa às 19h e vai até às 19h40. Já a segunda performance tem início às 20h com término às 20h40.

Durante o espetáculo, seis personalidades do passado contam como suas trajetórias se confundem com a história da cidade. São eles: Ana Jansen, Sotero dos Reis, Odorico Mendes, Apolônia Pinto, Arthur Azevedo e Gonçalves Dias.

Espetáculo de luzes

O espetáculo Cidade de Porcelana conta ainda com uma ambientação especial. Globos espelhados estão instalados na Rua Portugal para compor a apresentação das personalidades, proporcionando efeito nos casarões e uma experiência única envolvendo luzes e artes cênicas.

Em todos os dias de apresentação, a ambientação será iniciada às 18h30, se estendendo até às 21h30.

Cidade de Porcelana

Quem assina a peça é o grupo Núcleo de Produção Teoria das Artes. A direção do espetáculo é de Lewdyson Clay, o texto é de Jaime Jota Júnior, com músicas autorais de Ronildo José e Samuel Bandão, figurino e caracterização de Stella Ribeiro, produção musical de Walber Bonfim e sonoplastia de Fredson Ribeiro.

De acordo com o diretor Lewdyson Clay, o nome Cidade de Porcelana é uma alusão à “era de ouro da cidade de São Luís”, que entre os séculos XVIII e XIV, projetou grandes nomes para os cenários nacional e internacional.

“O espetáculo foi pensado e proposto para fazer uma homenagem aos 409 anos da cidade de São Luís, levando para a cena referências textuais que fazem uma reflexão ao patrimônio histórico, artístico e cultural da Ilha de Upaon-Açu, através de personalidades, a exemplo de Ana Jansen, Sotero dos Reis, Odorico Mendes, a atriz Apolônia Pinto, Arthur Azevedo e Gonçalves Dias. É a partir delas [das personalidades históricas] que toda a história é contada em forma de saraus, eventos nobres que aconteciam na cidade”, explica Lewdyson Clay.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens