Fechar
Buscar no Site

Roseana fez farra de convênios eleitoreiros para se “reeleger”

A governadora Roseana Sarney (PMDB) engrossou semana passada a cantilena sobre o destino do convênio firmado entre a Prefeitura de São Luís com o Governo do Estado do Maranhão para obras de infraestrutura viária na Capital, que totalizam R$ 73,5 milhões. “Também quero saber onde está o nosso dinheiro” disse Roseana em um evento da secretaria de Saúde.

Em nota, a prefeitura se posicionou afirmando que o convênio está pendente de apreciação judicial.

Mas já que a governadora tocou no assunto, inclusive dizendo ser o dinheiro dela, vale lembrar que ela, através de seu secretariado, realizou uma farra alucinante de convênios eleitoreiros com toda espécie de entidades para se eleger ao governo ano passado. Foram realizados convênios com prefeituras, associação de “beach soccer”, associação de moradores, clube de mães, etc., culminado com a assinatura de mais de mil convênios somente no mês de junho de 2010, sendo mais de quinhentos deles apenas no dia da convenção que homologou a candidatura de Roseana Sarney, em 24 de junho, que garantiram sua “reeleição”.

O processo de cassação de Roseana Sarney, movido pelo ex-governador José Reinaldo Tavares, tem como maior fundamento exatamente a farra de convênios feitos pela governadora, com liberação de cerca de R$ 1 bilhão aos seus aliados.

Roseana buscou como forma de complementar a farra eleitoreira as arcas generosas do BNDES com um empréstimo de quase meio bilhão de reais para turbinar as finanças do Estado.

Com isso, totalizou recursos suficientes para a realização daquilo que foi o maior escândalo de abuso de poder político e econômico numa eleição já visto no Maranhão: os mais de 1000 convênios eleitoreiros, com todo tipo de entidade, realizados às vésperas de iniciar o período eleitoral como forma de cooptação política. Era necessário turbinar a campanha com fartura de dinheiro público.

Roseana usou todo o dinheiro de um empréstimo feito junto ao BNDES, no valor de R$ R$ 433.092.000,00 (quatrocentos e trinta e três milhões e noventa e dois mil reais) para realização de convênios eleitoreiros.

Observa-se no Decreto 26.400, publicado no D.O. de 09.04.2010, que a governadora Roseana Sarney abriu crédito suplementar para todas as secretarias e órgãos do Estado com vistas à realização de convênios. A lei nº 9.097, que autorizou o empréstimo junto ao BNDES, previa que os recursos seriam usados nos orçamentos dos anos seguintes e no chamado Plano Plurianual, ou seja, deveria ser utilizado nas ações de longo prazo, definindo objetivos e metas da ação pública para um período de quatro anos.

No entanto, Roseana, de uma canetada só, usou todo o dinheiro do empréstimo na realização de convênios para garantir sua reeleição. Recursos que seriam usado ao longo de quatro anos, foram manipulados todos de uma única vez na assinatura de mais de 1000 convênios, cujas obras jamais saíram do papel. A única coisa mesmo que serviu os quase meio bilhão de reais do empréstimo do BNDES foi para a realização de convênios eleitoreiros.

Roseana Sarney colocou toda a estrutura da Administração Pública estadual em seu favor na realização de convênios, não escapando nenhuma secretaria ou órgão. Até mesmo órgãos que jamais tinham feito aqueles tipos de convênios, até porque não é sua função, foram usados de forma grotesca. É o caso do DETRAN/MA cujos convênios com as entidades foram todos assinados no dia 24 de junho, dia da convenção de Roseana, e pagos todos eles na sua totalidade no dia 01 de julho.

Portanto, já que a eleição para prefeito de São Luís se aproxima, deve ser por isso que Roseana está na busca feroz para por as mãos nos R$ 73 milhões, que seria utilizado para a construção de viadutos e asfaltamento da cidade. Certamente para derramar o convênio na campanha do seu candidato a sucessão municipal, o secretário de Estado da Infraestrutura, Max Barros.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

3 respostas para “Roseana fez farra de convênios eleitoreiros para se “reeleger””

  1. JOSÉ RIBAMAR NOGUEIRA disse:

    FALAR DAS PATIFARIAS DO GOVERNO DE ROSENGANA É MALHAR EM FERRO FRIO. A ROUBALHEIRA ESTÁ SOLTA E O MARANHÃO, BEM O MARANHÃO É SÓ ASSISTIR O JORNAL NACIONAL.

  2. Carlos Ociran disse:

    Quando o marido está traindo a esposa e ainda tem por ela algum respeito, um sentimento de culpa toma conta do traidor. Com o passar do tempo, todo respeito é perdido e não se preocupa mais em esconder o “crime”. Assim é a relação do atual Governo do Estado com sua população. Todo respeito foi perdido e não há sentimento algum de culpa por colocar o nosso querido Estado em destaque negativo e ser motivo de chacota nacional. Como frios assassinos, não se importam com suas vítimas. Matam nosso orgulho e amor pela nossa terra natal, anulam todo e qualquer esforço pessoal (já que não existe a presença do estado) no sentido de resgatar a nossa dignidade, transformar, construir algo de bom para o bem comum. A insaciável ganância por dinheiro e poder os deixa cegos para todos. A revolta toma conta de poucos. A legião de analfabetos políticos e de toda ordem, os famintos e miseráveis, produto de toda essa perversidade, estão todos anestesiados, não reagem. Pior que estes, são os vermes que comem dessa carnça – os canalhas bajuladores oportunistas que se escondem sob a pecha de aliados e correligionários, os assessores dos opressores, o lixo humano que veste paletó e gravata (deveria ser uma coleira), meia-calça, salto alto (outras cinta-liga) e fardas. Mas como “nada é tão ruim que não possa piorar”, há ainda a pior espécie: os que vestem toga. Os que legitimam toda essa desgraça. Enquanto isso o povo veste tanga.
    Estou no Centro-Sul do País fazendo a minha parte como educador (Doutorado) e todo dia sou acossado com pilhérias sobre o Maranhão e essa famiglia ordinária. Me incomoda muito, mas não desisto. Não tenho vergonha de ser maranhense. Tenho vergonha dos maranhenses que (DES)governam esse Estado.

  3. tenorio disse:

    Tenho 17 anos na Policia Militar do Maranhão,até só tenho um coldre para colocar minha arma pq comprei,nunca Recebi,uso um colete pq comprei,recebi uma farda esse ano de pessima qualidade otercido parece uma lona, O Secretario fala em aumento em 2009,mais esqueçeu que estamos no fim de 2011,A Policial Civil teve aumento,os agentes penitenciario e Delegados tamebem, somente a PM que tem que espera até 2012 por esse aumento? Trabalho em uma Cidade que do Estado só a Viatura, isso é fazer segurança publica? Tenha a santa paciencia Senhor Secretario,Senhora Governadora.
    Tem mais eles estão correndo atraz de colchões para a Força Nacional. agora vá ao 8º Batalhão para ver a situação dos colhões para os Policiais Militares do Maranhão, que compromisso é esse com os PM do maranhão? é muito desrespeitos conoso. Paralização já!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens