Fechar
Buscar no Site

Ribamar: Justiça Federal bloqueia R$ 2 milhões de Beto das Vilas

A justiça federal acatou o pedido da prefeitura de São José de Ribamar e determinou o bloqueio de bens do presidente da Câmara Municipal de São José de Ribamar, Beto das Vilas, e do diretor da casa, no valor total de R$ 1.994.215,70. A decisão liminar visa assegurar recurso para não haver risco de, ao final do processo, eles não estarem disponíveis à justiça, e consequentemente, aos cofres públicos.

A decisão liminar faz parte do processo no qual Beto das Vilas é acusado de desviar recurso do Imposto de renda retido na fonte dos servidores da Câmara Municipal. A prefeitura de São José de Ribamar ingressou com Ação Civil de Improbidade Administrativa na Justiça Federal contra o gestor e teve agora a decisão favorável da justiça.

Os servidores tiveram retidos o valor do IRRF entre os anos de 2017 e 2019 e nada foi repassado por Beto das Vilas para o tesouro municipal. O rombo pode ser maior porque o ano de 2020 ainda não está contabilizado. Segundo a ação da prefeitura, “é claro que os atos ocasionaram enriquecimento também ilícito dos próprios Réus e de terceiros, que usufruíram de tais verbas”.

O juiz federal Clodomir Sebastião Reis, da 3ª Vara Federal Civel determinou o bloqueio dos bens. Após citado, Beto tem 15 dias para defesa.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens