Fechar
Buscar no Site

Propina

Não foi apenas um deputado que teria ficado sozinho com 1,5 milhão que seria para distribuir entre 30 parlamentares, conforme suspeita inicial, para aprovação do projeto que permitiu a derrubada de babaçuais em áreas urbanas do Maranhão. São cada vez mais fortes os comentários de que outros seis parlamentares tiveram acesso ao dinheiro, sendo R$ 100 mil para cada um. O ‘parlamentar-chefe’ teria ficado ‘apenas’ com 900 mil reais.

Já se sabe também que o deputado estadual cobrado durante uma viagem por um empresário se havia recebido R$ 50 mil ou não para aprovar o projeto teria sido da nova safra, justamente aquele que jogou detrito no ventilador e entregou a denúncia a um blog local.

Alguns deputados já não escondem nome de empresários que agenciaram os parlamentares, os chamados ‘homens da mala-preta’, encarregados de entregar o dinheiro da propina.

Enquanto crescem os comentários de que o ‘deputado de 1,5 milhão está sendo coagido pelo governo a renunciar seu mandato, parlamentares reunidos na manhã de ontem aprovaram projeto de César Pires revogando a lei que permitiu a derrubada de babaçuais em áreas urbanas do Estado. Na defesa de seu projeto, César Pires disse que sua intenção é anular o processo que levou inocentes úteis a votarem a matéria, com as vendas de seu voto, sem que tivessem culpa. Quatro deputados votaram para que a lei não fosse revogada. Um deles – uma parlamentar – chegou a afirmar que votou conscientemente no projeto, e que se ‘venderam’ seu voto sem que soubesse, ela não tem culpa.

(JM Cunha Santos)

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

2 respostas para “Propina”

  1. djalma saraiva filho disse:

    Para que essa nota do JM Santos ficar cheirando a leite, que divulgue os nomes dos benefeciados deste montante, com finalidade de se tornarem criminosos ambientais, em querer iliminar o fluxo gênico da flora dos babaçusais, tirando também o pão nosso decada dia das quebradeiras de côco!?

  2. Inácio Augusto de Almeida disse:

    uma parlamentar – chegou a afirmar que votou conscientemente no projeto, e que se ‘venderam’ seu voto sem que soubesse, ela não tem culpa.
    //////////////////////////
    John, tire-me uma dúvida: A deputada que fez esta afirmação assinou o pedido de intalação da CPI. Se não recebeu toco nenhum, por que não assina?
    Outra coisa, John, esta deputada não tem nome?
    Não se faz jornalismo desta maneira.
    É preciso nomear as pessoas que são citadas na matéria.
    Todos os blogs falam que UM EMPRESÁRIO deu tanto para aprovar um projeto de lei.
    Outro blogs falam que um EMPRESÁRIO peguntou a um deputado se ele tinha recebido a propina. E não nomeia nem o deputado nem o EMPRESÁRIO.
    Qual é o nome deste empresário.
    A sociedade precisa saber o nome dele.
    Até porque, para que haja corrupção é preciso que exista o CORRUPTOR e o CORROMPIDO.
    AMBOS SÃO CORRUPTOS!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens