Fechar
Buscar no Site

Presidente da Câmara, Rodrigo Maia, rompe com líder do governo, Major Vitor Hugo

A imagem que provocou a divergência entre Rodrigo Maia e o líder do governo, Major Vitor Hugo — Foto: Reprodução

O presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), rompeu relações com o líder do governo, deputado Major Vitor Hugo (PSL-GO).

Nesta terça-feira (21), Maia disse ao blog que o deputado não merece respeito depois de ter divulgado uma charge na qual uma pessoa aparece chegando ao Congresso com um saco de dinheiro na cabeça com a inscrição “diálogo”. O presidente da Câmara deixou de receber Vitor Hugo nas reuniões na residência oficial.

“Com ele não dá, ele botou isso aí no post do PSL. Então, um líder do governo que posta uma charge dessa, do diálogo ser um saquinho de dinheiro na cabeça, não merece o meu respeito. Eu só expliquei aos deputados porque ele me agrediu antes”, disse Maia após a reunião de líderes desta terça.

Segundo Maia, mesmo depois de ter exposto aos líderes os motivos de não receber Vitor Hugo em reuniões, o líder do governo permaneceu no encontro e reafirmou sua posição, dizendo que “não era democrático” Maia fazer reunião na residência oficial da Câmara com somente parte dos líderes.

“Como ele me agrediu na semana passada, misturando o problema dele com minha relação com outros líderes, [dizendo] que eu não recebia, que eu não fazia reunião de líderes, eu expliquei para os outros porque eu comecei a excluir ele desde março. Só isso. Porque eu queria que ficasse claro que eu sou democrático, ouço a todos, respeito a todos”, afirmou o presidente da Câmara.

Ao blog, Major Victor Hugo disse que não teve “qualquer intenção de atacar o Parlamento”.

“A minha postagem no grupo do PSL meses atrás não foi ataque ao parlamento, pelo contrário. Foi uma exortação para que a gente trabalhe para que a imagem que parte da população brasileira tenha sobre nós deixe de existir. Não tive qualquer intenção de atacar o parlamento”, declarou Vitor Hugo.

O deputado disse ter ficado “surpreso” com a atitude do presidente da Câmara. “Mas torço para que a gente consiga construir pontes como venho tentando construir desde o começo da legislatura”, afirmou.

Em conversa com jornalistas no final da tarde desta terça-feira, o porta-voz da Presidência, Otávio Rêgo Barros, afirmou que o presidente Jair Bolsonaro desconhece “essa cizânia” . “E em cima desse desconhecimento, eu não posso fazer comentários”, afirmou.

Segundo Rêgo Barros, o deputado Major Vitor Hugo “detém o carinho, o respeito e o reconhecimento do presidente para liderar o governo na Câmara”. G1

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

4 respostas para “Presidente da Câmara, Rodrigo Maia, rompe com líder do governo, Major Vitor Hugo”

  1. Vanderlan disse:

    Rodrigo Maia filho do ex- governador do RIO de JANEIRO,com DNA da ética,honestidade,probidade total correndo nas veias, poderoso, já nasceu nadando na # Articulação Politica ##…????— não aceita ser contrariado….o SINHOZINHO da senzala Câmara dos deputados.Onde estão os outros 700 deputados?????

  2. CID disse:

    A charge é a realidade da Câmara e Senado….tudo era feito na base da corrupção,toma lá dá cá….troca votos por milhões, cargos, indicações para chefia das Estatais ,cabide de emprego…..o Rodrigo Maia ficou nervoso,a verdade dói….ficou BRABO o SINHOZINHO da Câmara …os estão os 700 deputados, todos acorrentados ?????????????????

  3. Jose disse:

    Precisa ser um pouco mais inteligente
    Ou ser mais informado além de tudo isso ainda é racista, dizer que Rodrigo Maia é o tal filho do César
    Maia, esse garoto está com o nome na lava jato deixa ele saí do poder terminar o foro privilegiado uma lei
    Carniça do nosso país, vai acontecer igual o sogro Moreira Franco terminou
    O foro foi para cadeira junto com seu
    Comparça temer, ele não foi novamente
    Porque o genrro não deixou, esse tal
    De Rodrigo Maia na entrevista da Globo falou que o trabalhador brasileiro aguenta trabalhar até os 80 anos contribuindo para previdência. Já que ele disse que os velhos aguenta trabalhar até os 80 anos coloca seu pai nessa tarefa, o Brasil todo repúdio essa frase do Rodrigo Maia, nunca trabalhou na vida.
    E também segundo os analistas não concluiu seus estudo nível superior,
    Nasceu nadando no berço de ouro, é triste enquanto tiver pessoas ingênua
    Ou mesma burro sem noção a melhor profissão é ser político, ganhar dinheiro faço zombando da cara dos trouxas babaca,

  4. Mendes disse:

    Esse povinho que defende Rodrigo Maia
    Só pode ser igual ele não sabe o que é trabalhar, ainda está com sua carteira em branco, não sabe nem seus
    direitos e deveres, ainda tem região no Brasil que o povo não tem emprego
    Com carteira assinada e ignora ou não
    Tem conhecimento ficam falando besteira e aceitam tudo talvez vivem de politigem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens