Fechar
Buscar no Site

Prefeito Edivaldo Júnior assina termo de preservação do Centro Histórico

Objetivo é implantar o Programa de Aceleração do Crescimento das Cidades Históricas em São Luís.

Prefeito Edivaldo Júnior e superintendente do Iphan assinaram termo de compromiss

Prefeito Edivaldo Júnior e superintendente do Iphan Kátia Bogéa assinaram termo de compromisso

O prefeito Edivaldo Holanda Júnior e a superintendente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) no Maranhão, Kátia Bogéa, assinaram nesta segunda-feira (10), o Termo de Compromisso de Preservação do Patrimônio Cultural. O objetivo é implantar o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) das Cidades Históricas em São Luís.

O documento sela a parceria do Iphan com a Prefeitura para criar articulações com a sociedade civil e viabilizar a execução das obras previstas pelo programa. Para Edivaldo Holanda Júnior, a assinatura do termo representa o compromisso da gestão em zelar pelo patrimônio histórico da cidade, além de reafirmar os desafios a serem enfrentados. “O Iphan terá todo o nosso apoio logístico para realizar as obras de intervenção do PAC. Iremos trabalhar, também, nas parcerias com a população para que todos estejam envolvidos no processo”, afirmou.

Em 1997, a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) concedeu ao Centro Histórico de São Luís o título de Patrimônio Cultural da Humanidade. Para Kátia Bogéa, superintendente do Iphan no Maranhão, esse título reforça a grande responsabilidade do município em executar políticas públicas que preservem o patrimônio. “Teremos 160 milhões (de reais) em recursos para revitalizarmos toda a área do Centro. É uma nova São Luís que estamos construindo com todas as esferas administrativas e a sociedade”, destacou.

O objetivo do Termo de Cooperação é promover o desenvolvimento sustentável da área central da cidade, conciliando suas funções de centro urbano e bairro residencial, por meio da instalação de ações e obras estratégicas que busquem a reabilitação urbana. Serão 49 intervenções que viabilizarão a restauração do patrimônio histórico, além de solucionar problemas de mobilidade urbana e acessibilidade.

AÇÕES

Entre as ações aprovadas no PAC das Cidades Históricas, estão a conservação do Teatro João do Vale, a restauração da fachada de azulejo do sobrado da Praça João Lisboa; a requalificação da Praça da Alegria e a restauração da Escola de Música do Maranhão, além do sobrado da Baronesa de São Bento (onde funciona a Coteatro). O Termo prevê, também, a restauração da Igreja de Santo Antônio, do Palácio das Lágrimas (UFMA), da Praça João Lisboa, Largo do Carmo, Estação Ferroviária de São Luís, Palácio Cristo Rei e Praça Deodoro, entre outras ações.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

Uma resposta para “Prefeito Edivaldo Júnior assina termo de preservação do Centro Histórico”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens