Fechar
Buscar no Site

Pobreza e miséria: Maranhão mais uma vez passa vexame em rede nacional

A equipe do JN no Ar foi para o Maranhão, mostrar como é a vida em um município do estado que tem o menor rendimento médio, segundo o IBGE.

A equipe encontrou muita gente sofrendo, reclamando por falta d’água e também usando uma água muito barrenta, que era só o que tinha. São brasileiros de Vargem Grande, no interior do Maranhão, que mal ganham para comer. A TV Mirante teve participação fundamental no trabalho, que começou nas primeiras horas do dia.

O avião do JN no Ar voou três horas do Rio até São Luis, capital do Maranhão. A equipe chegou no começo da madrugada e ainda não tinha amanhecido quando partiu para vargem Grande. Uma viagem de duas horas pelas BRs 135 e 222, onde a equipe flagrou 15 pessoas na carroceria de uma caminhonete.

Vargem Grande tem quase 50 mil habitantes, segundo o IBGE. Desse total, 36% da população vivem com a renda de até R$ 70, patamar considerado de extrema pobreza.

É assim que Dona Marlene vive. “A gente compra um quilo de carne, um fardo de arroz, e o que sobra? Nada. Mas a gente ainda precisa da roupa, do calçado, da rede para dormir”, lamenta.

A renda média mensal dos moradores de Vargem Grande não passa dos R$ 156, segundo o IBGE. Boa parte dos moradores depende de ajuda do Governo Federal. Nesta sexta-feira (18), por exemplo, era dia de entrega do Bolsa Família. A fila era grande desde as primeiras horas da manhã.

Para quem tem no programa social a única fonte de renda, é difícil escapar da fome. Dona Maria José e as duas filhas vivem com R$ 134, por mês, do Bolsa Família. Mas tem uma hora do mês que o dinheiro acaba e a comida também. Há cinco dias, só tem arroz para comer.

Em outra casa, pé de frango é o único alimento da família. Pelas ruas do centro da cidade, esgoto correndo a céu aberto. O mesmo acontece na porta do único hospital da cidade. A falta de saneamento básico, que abrange coleta de lixo e redes de água e esgoto, atinge mais de 50% da população.

O bairro de Fátima, um dos mais pobres da cidade, fica na periferia de Vargem Grande. A maior parte das casas é feita de taipa, não tem esgoto, a água corre pelo chão. E o uso do banheiro é uma dificuldade.

As famílias cavam poços atrás de água, mas não dá para usar porque tem muita sujeira no que encontram. A maior parte dos moradores tem que buscar água a muitos quilômetros de distância.

Uma família depende do único açude na zona rural e só encontra água barrenta: “Nós não temos outra opção, não temos poço, não temos nada. A água que temos é essa. Nossa solução é essa daqui”, diz uma moradora.

“É um município pobre e que não tem rendas próprias, infelizmente a gente tem que depender do Governo Federal e do governo do estado para que a gente possa fazer alguma coisa em benefício da população”, declarou Miguel Fernandes (PMDB), prefeito de Vargem Grande.

A economia que cresceu com base no comércio e na produção artesanal de cerâmicas, registra índices altos de desemprego e violência.

Outra carência do município de Vargem Grande é a educação. No povoado de Bananal, a única escola para as dez crianças da zona rural tem parede caída, cadeiras e mesas inadequadas para crianças pequenas e um teto que não protege da chuva.

O índice de analfabetismo no município é considerado alto pelo IBGE. “Muitas vezes, eles perguntam muito pela merenda. Que horas chega a merenda, se tem merenda, porque estão com fome. Aí atrapalha muito porque, às vezes, eles vêm mais pensando na merenda”, revela a professora Orlene Mesquita Silva.

Esta terra, onde direitos básicos só são conquistados com muita luta, é um pedaço do Brasil que muitos brasileiros não conhecem.

O governo do Maranhão enviou uma nota à equipe do Jornal Nacional, segundo ele, dando algumas explicações que influenciariam nesse resultado de o estado ter a menor renda média familiar, de acordo com o IBGE.

Uma das explicações seria o fato de que, no estado, as famílias têm muitas crianças e adolescentes, o que significa menos gente trabalhando, por isso um salário menor e renda mais baixa.

A outra explicação seria a grande concentração da população na zona rural, onde os salários são mais baixos e as rendas também.

O JN no Ar segue par Vinhedo, no interior de São Paulo, um dos estados mais ricos da União, para fazer uma comparação com Vargem Grande e mostrar as desigualdades sociais entre as duas cidades, segundo dados do IBGE.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

14 respostas para “Pobreza e miséria: Maranhão mais uma vez passa vexame em rede nacional”

  1. Décio Pinheiro disse:

    SÓ UMA COISA JOHN, MUITO DESSA MISÉRIA É CULPA DO PRÓPRIO POVO QUE PREFERE PERDER SEU TEMPO NA FRENTE DA TELEVISÃO VENDE FUTILIDADES EM VEZ DE SE INFORMAR SOBRE O QUE ESTÁ SENDO FEITO COM O SEU DINHEIRO.
    TEM MUITA GENTE DESSAS COMUNIDADES QUE SÃO TÃO TAPADOS QUE QUANDO A PREFEITURA FAZ FESTAS E FESTAS CARAS INCLUSIVE COM BANDAS DE FORA, ENCHEM A CARA POR CONTA DO ERÁRIO PÚBLICO E NO OUTRO DIA NÃO TEM UM 1 PRA FRITAR, JÁ TIVE MUITA PENA DO POVO HOJE EM DIA NÃO TENHO MAIS, O POVO DESSE ESTADO ESTÁ FADADO AO SOFRIMENTO, E O PIOR ELES GOSTAM POIS CONTINUAM CAINDO NA MESMA CONVERSA DE SEMPRE!!!

  2. LIMA disse:

    É UMA DESGRAÇA.!! DECEPÇÃO!! POR QUE NO MARANHAO NAO POSSUEM HORTIFRUTIGRANJEIROS????? O CEARÁ QUE É SECO PARA INFERNO PRODUZ E O NOSSO ESTADO QUE É BENEFICIADO GEOGRAFICAMENTE E POR CHOVER MAIS QUE OS OUTROS ESTADOS DO NORDESTE NAO PRODUZ PORRA NENHUMA.(DESCULPA O PALAVRAO). O QUE ESTA FALTANDO PARA TIRAR NOSSO ESTADO PELO MENOS DA POBRESA EXTREMA??? PQP!!! #revoltado

  3. josivan lima disse:

    ESSA É A REALIDADE DAS CIDADES DO MARANHÃO TEM UMAS COM RENDAS MELHOR, MAS ESSE É O MARANHAO SEGUNDO ROSEANA NÃO TEM POBREZA ISSO É O QUE? É NOVELA OU REALIDADE. PENSE!

  4. Dom Cosme... disse:

    Para o Senhor Lima:
    Pelo que eu percebi acredito eu que tu mudaste de lado… agora tu escreves como sendo um “Balaio”!!! té que enfim te convenceste de que todo dinheiro dada ao senhor Duda Mendonça, teve a intenção de comprar nossa frágil consciência… Neste Brasil de contraste, a única coisa que é perene é a exposição que nossa gente sofre em virtude de nossa falta de capacidade de indignação. Parece até que os cações cantados pelos Sambistas têm muito de verdade: Mulher de Malandro sabe ser carinhosa de verdade, quanto mais apanha mais tem amizade… Ou aquela da Amélia… Assim são nossos conterrâneos. Mas meu caro Lima eu estou deveras impressionado: Como é que tu adquiriste o dom da indignação? Será meu caro Lima, que somente agora depois que a TV Mirante coadjuvou a Globo, tu ficaste sendo de verdades que o IBGE e IPEA, mostram todos os anos sobre as misérias deste estado ? Pobre estado rico. Eu confesso estou deveras orgulhoso dessa confissão de credulidade adquirida. Vá lá às cidades de Cajari, São João do Caru, Maranhãozinho e muitos outros e lá tu termina sendo um crente fanático de nossa pobreza. Dizer que nossa gente é pobre porque tem muitos filhos é no mínimo uma indecência. Nossa gente é pobre e miserável é porque a corrupção é o nosso “Demônio Maior”. Nosso flagelo! Nossa gente é miserável por causa da ignorância cultural, da nossa falta de capacidade de produzir e se indignar … Somos consumidores de miséria, nossa gente sente que não tem forças pra lutar contras seus aguilhões. Lima , volto dizer , estou me sentindo nas nuvens por ter tua confissão…. #Esta frase é tua# O QUE ESTA FALTANDO PARA TIRAR NOSSO ESTADO PELO MENOS DA POBRESA EXTREMA??? PQP!!! Olhe meu amigo, uma pessoa indignada profere frases das quais pode se arrepender pelo resto da vida! não te aflijas, todo ser humano, mesmo os mais éticos e santos num momento desse profere palavrões.Eu sou um daqueles que não os escrevo, mas quando eles saem da boca de gente como você, Deus perdoa, ele sabe que um indignado de verdade faz o que você fez…Só te peço que o “DINHO”deixe de gargalhar com a miséria alheia.

  5. WILLIAN SILVA DA SILVA disse:

    QUEM MANDA O POVO VOTAR NESSA DESGOVERNADA? A CULPA É SOMENTE DO POVO. EM SEU MELHOR GOVERNO DE SUA VIDA O MARANHÃO ESTÁ UM CAOS. SEM FALAR DA GASTANÇA QUE ELA ESTÁ PROMOVENDO EM PROL DO CARNAVAL DE 2012 NA ESCOLA BEIJA-FLOR. OS AMIGOS JÁ ESTÃO COM OS CONVITES. FALTA AGORA SAIR AS DIÁRIAS. QUEM VAI PAGAR A CONTA? ADIVINHA!!!

  6. Inácio Augusto de Almeida disse:

    Quando eu ecrevo neste blog que estes prefeitos ROUBAM a merenda escolar, ROUBAM o fardamento escolar, roubam tudo, pensam que eu estou exagerando.
    Leiam o que disse a professora Orlena Mesquita Silva:
    “Muitas vezes, eles perguntam muito pela merenda. Que horas chega a merenda, se tem merenda, porque estão com fome. Aí atrapalha muito porque, às vezes, eles vêm mais pensando na merenda”, revela a professora Orlene Mesquita Silva.
    Agora digo eu:
    Se as crianças vivem preocupadas com a merenda escolar é porque FALTA merenda escolar.
    Eu já me cansei de informar para o FALE COM A PRESIDENTA este fato. Mas parece que os assessores da Presidenta NÃO acreditam que isto esteja acontecendo, já que até hoje nenhuma providência foi tomada.
    Neste blog do Garrone eu denunciei que em Granja-CE e em Martinópole CE a falta de merenda escolar é uma constante. E que o fardamento escolar distribuído este ano foi uma camiseta. E que quando alguma mãe reclamava que somente uma camiseta não dava para todo o ano, ouvia como resposta “E SE DÊ POR FELIZ”, sugerindo que a camiseta era uma ESMOLA do prefeito.
    NUNCA ninguém tomou uma providência, NUNCA!
    E o fardamento escolar nestes cidades continuou a ser apenas uma camiseta, a merenda escolar continuou a ser VENTO COM POEIRA.
    Mas as verbas para fardamento escolar e merenda escolar chegaram.
    Certa vez conversando com um Secretário de Saúde de uma pequena cidade perguntei se eles não tinham medo do governo, já que a ROUBALHEIRA era escrachada. Ele rindo me disse: A ÚNICA COISA COM QUE O GOVERNO SE PREOCUPA É COM A QUANTIDADE DE VOTOS QUE NÓS DAMOS A ELE..
    Agora que O JN mostrou para todo o país a miséria em que vive os nossos irmãos, acredito que a Presidenta Dilma irá chorar frente a algum microfone e dizer que não sabia de nada. É sempre assim. Eu não sei, eu não fui avisado etc.
    Mas eu garanto, ano que vem a merenda escolar continuará a ser VENTO COM POEIRA. E o fardamento escolar será UMA CAMISETA.
    Material escolar? Livros, cadernos? Isto é coisa que só existe na prestação de contas…
    E assim continua este nosso Brasil. A viver DE faz de conta.

  7. Inácio Augusto de Almeida disse:

    Há quanto tempo eu posto estes comentários e ninguém nunca toma uma providência. Eu tenho certeza de que a PF lê estes comentários. Eu tenho certeza de que a OAB lê estes comentários. Eu tenho certeza de que membros do judiciário lêem estes comentários.
    Então eu me pergunto:
    POR QUE NINGUÉM FAZ NADA?
    POR QUE ?

  8. A RESPOSTA É CURTA E GROSSA, É PORQUE SÃO TODOS FARINHA DO MESMO SACO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  9. Inácio Augusto de Almeida disse:

    Lima
    Para tirar o Maranhão da extrema pobreza em que se encontra falta vontade política. Falta menos corrupção, já que acreditar no fim da corrupção é uma utopia.
    Faltam políticos autênticos, políticos que não troquem os seus ideais por uma presidência de uma autarquia qualquer.
    Falta surgir um nome novo na política maranhense. Alguém que realmente deseje tirar o Maranhão do marasmo em que foi mergulhado por 50 anos de dominação do Grupo Sarney.
    Mas as mudanças acontecem paulatinamente.
    E o Maranhão haverá de ter em breve um líder verdadeiro. Alguém que queira conduzir este estado ao seu verdadeiro destino. Alguém que faça do Maranhão um dos estados mais ricos da federação. Potencial para isto o Maranhão tem.
    E esta novo e redentor lider tanto pode ser um homem como pode ser uma mulher.
    Observe atentamente que você verá na política maranhense mulheres dignas e honestas. Mulheres que estão na política por vocação. Mulheres que se preocupam com a desigualdade social.
    Agora, se insistirmos com políticos que pedem votos para a candidata do Sarney, como fez o Flávio Dino nas últimas eleições, jamais teremos um Maranhão para os maranhenses. Não será com este tipo de político que se deixa cooptar por uma presidência de uma EMBRATUR que o Maranhão avançará.
    É preciso deixar para trás estes políticos que estão filiados a partidos que não expulsam dos seus quadros ministros demitidos por prática de corrupção.
    E seguir em busca da nova liderança. Liderança que em breve surgirá.
    Este é o caminho.

  10. JORGE NEVES MELIM disse:

    É uma desgraça! Existir esses burgos de políticos corruptos neste país.Pobre povo, pobre, ignorante, sem oportunidades de uma vida digna.Refem de um sistema .

  11. WAGNER CALDEIRA disse:

    bemmmmmm ,amigos eu so lamento pelo chororó de vcs,,,,,,o estado do pará sempre cabe + um,,é só ví pra belem,,,,,,terra boa e hospitaleira;;;aguardos vcs,,,,,olha +uma a onde está os imposto da vl do rio doc;;;o que vc estão fazendo com o nss dinheiro,,aí…..
    bem ,,,será que temos que sempre sustentar vcs…..isso é uma vergonha publica……..
    ou será se o josé sarnnnnn ñ olllhhhaaaaaaa pra vcsssss aíii…… estou ligado,,,,,,,,,,fuuuuuuiiiiiiii

  12. pereira disse:

    Quer assistir canais de TV por assinatura http://www.tvhd.com.br

  13. helton disse:

    O melhor sistema para a sua Smart TV http://www.smarttvhd.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens