Fechar
Buscar no Site

Petistas de Timon voltam a denunciar presidente da sigla


A forma como o presidente do PT de Timon, professor Maurício Ângelo, vem conduzindo o partido continua provocando mal estar entre boa parte dos membros filiados da sigla. Na tarde de terça-feira,24,véspera do encontro de táticas eleitorais que acontecerá no domingo, foi registrado mais um episódio envolvendo essa novela que virou o PT.

Integrantes da executiva municipal que enviaram ofício ao presidente Maurício Ângelo solicitando informações sobre os filiados aptos a votarem no Encontro de Táticas Eleitorais previsto para domingo próximo,29, ficaram sem obter resposta do dirigente. Procurado pelo petista Mário Novais na Unidade Regional de Educação, ele teria se recusado a assinar o recebimento do ofício.

O clima ficou quente naquela unidade de educação. Segundo Novais, Maurício Ângelo chamou a polícia militar para tirá-lo da repartição.

Petistas como o próprio Mário Novais, Uerli Queiroz, Neto do PT, Falcão, Válber Cruz, professora Helena e Fernando, procuraram o blog do Elias Lacerda para relatar o ocorrido e repudiar a forma do presidente dirigir o partido. Eles entendem que o presidente do PT de Timon está na sigla para fazer o que a prefeita Socorro Waquim e o deputado federal Sétimo Waquim desejam, que é tentar garantir uma aliança com o PMDB sem permitir uma discussão interna democrática.

De acordo com os petistas, o presidente continua impedindo os filiados de terem acesso a documentos. Dizem que além de não terem acesso aos nomes dos filiados aptos a votarem no próximo domingo, as teses apresentadas para o encontro que vai definir o rumo do partido para essas eleições nunca foram disponibilizadas a todos os membros da executiva do partido.

Dizem que até para pagarem a anuidade do partido tiveram que efetuar o pagamento diretamente na conta do diretório estadual, pois a conta da executiva municipal estava bloqueada.

Mas as reclamações não param por aí. Os petistas contaram que até agora continuam sem saber quem são os componentes da Comissão Eleitoral que vão organizar o encontro no domingo. Nem mesmo sabem se existe.

Em meio a essas incertezas e falta de clareza de transparência do presidente Maurício Ângelo na condução do processo pré-encontro, os petistas dizem que vão apelar para a direção estadual para que envie um membro do diretório estadual para acompanhar o evento no domingo. (Blog do Elias Lacerda)

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens