Fechar
Buscar no Site

Penha participa do encerramento da 8ª Copa Amigos da Praia

O vereador Raimundo Penha (PDT) participou, neste último domingo, da final da oitava edição da Copa Amigos da Praia de Futebol, na Praia de São Marcos, em São Luís.

A tradicional competição reuniu 20 times de várias regiões da cidade e já se estabeleceu como um dos torneios mais tradicionais da capital de incentivo ao esporte amador.

Apoiador da Copa, desde seu início, o parlamentar acompanhou a vitória da equipe dos Bopes, que bateu por 3 a 0 o time dos Moleks da Vila.

“Temos orgulho de realizar esta competição que, em muito, contribui com o desporto amador e também ajuda a revelar novos talentos. Na verdade, o vereador Penha é nosso padrinho. Sem ele, não conseguiríamos realiza-la. Agradecemos muito ao Penha”, disse Pablo Alexandre, organizador do torneio.

“Incentivar o esporte amador tem sido uma das nossas principais bandeiras de luta. Já fui secretário municipal de Esporte e sei da importância deste tipo de competição não apenas no sentido de fomentar a atividade, mas também como forma de patrocinar a convivência social; incentivar que os jovens estejam inseridos no esporte”, comentou o vereador.

Penha é autor de projeto de lei, já aprovado pela Câmara Municipal, que concede incentivo fiscal para o financiamento de projetos esportivos e de lazer na capital maranhense.

Trata-se de uma importante ferramenta para incentivar atletas das mais variadas modalidades que, por diversas vezes, acabam desistindo das competições devido as dificuldades financeiras.

De acordo com o projeto, o Incentivo Fiscal ao Esporte e Lazer estará vinculado à Secretaria Municipal de Desportos e Lazer, ficando autorizado o Poder Executivo a conceder abatimento efetivo no Imposto Sobre Serviços (ISS) e/ou Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), as Pessoas Jurídicas e/ou Pessoas Físicas situadas no município de São Luís-Maranhão que apoiarem financeiramente Projetos aprovados pela Secretaria Municipal de Desporto e Lazer.

O incentivo limita-se ao máximo de 5% (cinco por cento) do valor total do ISS e/ou IPTU.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens