Fechar
Buscar no Site

PDT suspende deputados que votaram a favor da reforma da Previdência; Gil Cutrim diz que acata decisão

O PDT decidiu nesta quarta-feira (17) instaurar processo disciplinar contra os oito deputados federais que desrespeitaram decisão partidária e votaram a favor da reforma da Previdência. Por decisão da Executiva Nacional e da Comissão de Ética, os deputados também estão com suas representações partidárias suspensas até que o processo seja concluído – o que pode demorar até 60 dias.

A decisão atinge os deputados federais Alex Santana (BA), Flávio Nogueira (PI), Gil Cutrim (MA), Jesus Sérgio (AC), Marlon Santos (RS), Silvia Cristina (RO), Subtenente Gonzaga (MG) e Tabata Amaral (SP). De acordo com o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, a decisão do Diretório Nacional “é soberana e representa todas as instâncias partidárias”.

A sigla também deliberou que filiados que façam parte de grupos de financiamento externo não receberão legenda do PDT para disputar eleições. De acordo com o regimento do partido, os parlamentares podem sofrer sanções mais brandas, como uma advertência e até mesmo serem expulsos da sigla. Em março, o PDT fechou questão contra a reforma da Previdência. No entanto, caso os deputados votem contra a proposta na apreciação em segundo turno na Câmara, a sanção pode ser revista.

O deputado federal Gil Cutrim divulgou nesta tarde nota na qual se posiciona oficialmente sobre decisão da Executiva Nacional do PDT, seu partido, que afastou oito parlamentares da legenda que votaram a favor da Reforma Previdência.

Abaixo, leia o comunicado: 

“Acato essa decisão temporária do PDT com a consciência limpa. Só me posicionarei após o parecer do Conselho de Ética, que deve sair em um prazo de dois meses. Durante esse tempo, vamos continuar o nosso trabalho e projetando o melhor para o assuntos legislativos do País. Nossa vida não para!”.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

Uma resposta para “PDT suspende deputados que votaram a favor da reforma da Previdência; Gil Cutrim diz que acata decisão”

  1. André disse:

    Os deputados e senadores foram eleitos pelos seus eleitores e devem satisfações a eles pois no futuro terá NOVAS ELEIÇÕES…..e todos estão sendo seguidos pela internet, avaliados, criticados….etc e tal. NÃO devem satisfações ao DONO do PARTIDO….os eleitores votam na pessoa….. não no partido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens