Fechar
Buscar no Site

Pacote de Guedes deve liberar até R$ 7 bi para emendas parlamentares

O pacote de medidas econômicas entregue pelo governo ao Senado determina que um quarto de toda a economia obtida em dois anos com cortes emergenciais de despesas seja destinado a emendas parlamentares.

O montante, estimado em R$ 7 bilhões, tem entre os objetivos facilitar a aprovação do texto pelo Congresso. A liberação de recursos é uma das principais demandas de congressistas em negociações com o governo.

As emendas são verbas do Orçamento executadas não por decisão do governo, mas sim de parlamentares e bancadas para projetos em suas bases eleitorais. No ano passado, foram autorizados R$ 11,3 bilhões em emendas, segundo dados do Portal da Transparência do governo.

A medida também vai ao encontro da ideia do ministro da Economia, Paulo Guedes, de devolver ao Congresso a capacidade de decidir o destino dos recursos públicos.

Na visão da equipe econômica, o Orçamento hoje está engessado e deixa aos agentes públicos pouca margem de escolha. No ano que vem, por exemplo, as despesas obrigatórias vão atingir 94% do total.

Apesar de defender a retirada de amarras do Orçamento, o governo limitou o uso dos recursos à área de infraestrutura, vedando a aplicação em áreas como saúde e educação.

“Para incentivar a promoção do investimento em obras públicas, do montante economizado com as medidas adicionais propostas nesta emenda, sugere-se que um quarto seja reservado para aplicação em obras”, afirma a justificativa da proposta do governo entregue ao Senado.

Com isso, a equipe econômica busca também elevar o patamar do investimento da União. O nível diminuiu ao longo dos últimos anos e está comprimido pelo teto de gastos.

No ano que vem, por exemplo, o Orçamento prevê R$ 20 bilhões em investimentos federais (o menor patamar da série do Tesouro Nacional, iniciada em 2007).

As verbas serão alocadas em emendas de bancada, e não aquelas definidas individualmente por um deputado ou senador.

Na avaliação da equipe econômica, os grupos de parlamentares que formam as bancadas estaduais têm maior capacidade de definir as reais necessidades de projetos em cada região. Folha de SP

Outras informações acesse nosso site www.johncutrim.com.br/

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

Uma resposta para “Pacote de Guedes deve liberar até R$ 7 bi para emendas parlamentares”

  1. LEON disse:

    AVANTE GOVERNO BOLSONARO—-AVANTE COM DEUS NO COMANDO DO BRASIL— vamos desenvolver o Brasil—investir em SANEAMENTO BÁSICO–OBRAS nos municípios—progresso — a ERA PT= PARTIDO DAS TREVAS —LULA LADRÃO PRESIDIÁRIO com 10 processos no lombo—DILMA ANTA—indiciada—vampiro TEMER LADRÃO –indiciado—- já passou—FICOU NO PASSADO esse CÂNCER PT–BRASIL—– GRAÇAS A DEUS—LOUVADO SEJA DEUS—- AVANTE GOVERNO BOLSONARO —-AVANTE COM DEUS.——adeus PTRALHAS—-ADEUS ESQUERDALHAS—-ADEUS comunistas de araque —adeus —para sempre adeus.. adeus adoradores do SANTO—SANTO LULA LADRÃO PRESIDIÁRIO —adeus…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens