Fechar
Buscar no Site

O governo está na escuta

Do blog do JM Cunha Santos

No escritório, no gabinete, na empresa, na residência, não fale ao telefone. Alguém está te ouvindo. Penetraram no teu circuito interno, invadiram teu aparelho. Segundo denúncia do deputado Raimundo Cutrim tem um tal de “Guardião” fuçando conversas dos poderes públicos e achamos que também os podres privados.

E falam que com a gravação no modo normal no mínimo você será expulso do Partido. No modo otimizado, dá cassação de mandato. Fique alerta. É tanta tecnologia que já existe um tipo de grampo ou escuta que só para de gravar quando você vai preso.

Tome muito cuidado com os grampos. Há alguns deles que só gravam conversas libidinosas, o que pode lhe proporcionar uma bela surra de cabo de vassoura, ou toalha molhada, como está na moda. A coisa é tão moderna que tem escuta que escuta você em qualquer lugar, até longe do aparelho. E têm outras que escutam até o que você disse no passado, antes mesmo de adquirir o telefone.

Portanto, por mais sigiloso que seja o seu sigilo, o risco é iminente. Pense que nesse momento você pode estar sendo escutado pela polícia, pela guarda municipal, pela Prefeitura, pelo Governo do Estado, pelo Ministério Público, pelos tribunais e até pelo vizinho.

Existe, hoje, uma grande diferença entre ser ouvido e ser escutado. João Figueiredo não foi ouvido, foi escutado e acabou-se a ditadura. Fernando Collor não foi ouvido, mas foi escutado e acabou cassado. Interceptaram até uma relação sexual do garanhão Itamar Franco, o que nos remete à teoria de que não existe grampo bem intencionado.

Se já estão escutando os deputados que falam publicamente; se não têm pejo de escutar o juiz que manda escutar, convenhamos que a escuta é uma arma política e tanto. Se a lei, como diz Raimundo Cutrim, garante a divulgação apenas dos atos apartados, ninguém tem o direito de divulgar os atos apertados de ninguém. Mas o governo está na escuta.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens