Fechar
Buscar no Site

“No PP, no PR e no MDB já existe gente defendendo Lula”

A demora de Jair Bolsonaro em encontrar um partido começa a preocupar os mais fiéis correligionários e aliados do presidente no Congresso e nos Estados. O “não” do PRTB deixou até a turma que fazia pouco-caso do partido de Levy Fidelix, morto recentemente, decepcionada. O motivo da preocupação? Lula está soltinho na pista, procurando parceiros para alianças, enquanto Bolsonaro ainda não tem uma legenda para chamar de sua. Aliados do petista e também do presidente no Centrão acham que o tempo joga contra Bolsonaro agora.

De… Outros potenciais adversários de Bolsonaro também estão bem posicionados: Ciro segue apalavrado com o PDT, Luciano Huck tem portas abertas no Cidadania e João Doria deve disputar as prévias no PSDB; se vencer, leva a legenda e se fortalece.

..boa. O “não” do PRTB, partido de Hamilton Mourão, aumenta o cacife de sua direção para continuar negociando com Bolsonaro e, por tabela, também o do PSL. Ou seja, o clã terá de oferecer mais e pedir menos nas conversas.

Grana. Há também, claro, a questão relativa aos fundos públicos para os partidos, com verbas proporcionais ao tamanho das legendas e destinados a financiar as campanhas.

Oi, sumido. Segundo apurou a Coluna, no PP, no PR e no MDB já existe gente defendendo reservadamente a composição com Lula.

Na esquerda. Do deputado Rui Falcão (PT-SP), sobre Ciro Gomes ter chamado Lula de “maior corruptor da história”: “Ciro envergonha o PDT de Leonel Brizola e Darcy Ribeiro ao igualar-se a Bolsonaro nos ataques covardes a Lula”. (Estadão)

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

Uma resposta para ““No PP, no PR e no MDB já existe gente defendendo Lula””

  1. Aston Beckman disse:

    A ascenção de Lula, nas últimas pesquisas eleitorais, pode ser explicada por esta nem só tendência, mas também compulsão da gente brasileira.
    -Todos nós exigimos que a Justiça seja draconiana, mas no lombo alheio. Se a transgressão for cometida por nós, ou por alguém nosso, aí o tratamento deve ser aplicacado “no modo” humanizado ou até mesmo relaxado: “Ah, coisas piores a gente vê por este mundo de meu Deus!”
    E Lula, embora não seja PhD, em coisa nenhuma, conhece muito bem a ISCA que atrai o povo REFLETIDO e o seu outro REFLETOR, a MÍDIA mercenária e libertina.
    -Give The People What They Want – dêem às pessoas aquilo que elas querem. Música de Albert Griffithis. Lulinha é um exímio, na habilidade de fazer concessões, sem cobrança rigorosa dos retornos. Ele apenas vicia os seus assistidos, os quais, por força da dependência e lei do menor esforço, a partir de então, passam a cultuar o doador Papai Noel.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens