Fechar
Buscar no Site

No Maranhão, empresa de enlatados constrói hospital, denuncia Simplício

Por Nadja Rocha

O deputado federal Simplício Araújo (PPS-MA) disse, nesta terça-feira, que a denúncia que comprova a existência de uma rede de corrupção envolvendo a contratação de empresas prestadoras de serviço no hospital universitário da Universidade do Rio de Janeiro é uma mostra do “descalabro” na área de saúde em todo o país. “Essa denúncia é apenas uma pequena ponta desse imenso iceberg, que a corrupção na saúde pública”, avaliou Araújo.

De acordo com o parlamentar, se a reportagem do programa “Fantástico”, da TV Globo, veiculada domingo passado, percorresse o país comprovaria a existência de esquemas fraudulentos para desviar dinheiro público em todos estados.

Ele citou como um dos exemplos “gritantes” o estado do Maranhão, onde mais de R$ 1 bilhão foi aplicado, irregularmente, em construção de UPAs (Unidades de Pronto Atendimento). Além de contratar sem licitação, Simplício informou que uma das empresas contratadas pela Secretaria de Saúde, a HW, não tem nada a ver com construção civil.

“Pasmem, uma firma que vende enlatados está construindo unidades de atendimento no Maranhão”, informou o deputado.

Araújo disse que o governo do estado também não vem realizando licitação para celebrar contratos de gestão de unidades hospitalares. “São mais de R$ 3 bilhões jogados na lata do lixo. Infelizmente, não trazem nada de positivo para os indicadores do Maranhão”, criticou. Recentemente, os deputados Simplício Araújo e Domingos Dutra (PT-MA) percorreram vários municípios para ver a situação em que se encontram unidades de saúde.

“Vimos de tudo: construções abandonadas, postos de saúde sem pessoal para atender à população e até uma jumenta buchuda – talvez aguardando atendimento – pastando tranquilamente no quintal de um hospital”, ironizou o parlamentar.

Ministério Público

O deputado federal Simplício Araújo (PPS-MA) promete ingressar com representação no Ministério Público pedindo a abertura de inquérito contra a governadora do Maranhão, Roseana Sarney (PMDB), e o secretário de Saúde, Ricardo Murad, por improbidade administrativa. A ação se baseará em irregularidades encontradas no Programa Saúde é Vida.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

4 respostas para “No Maranhão, empresa de enlatados constrói hospital, denuncia Simplício”

  1. SAMUEL DE VITERBOS P. SANTOS-MÉDICO disse:

    Essas unidades de saúde que estão sendo construídas, já que não se pode chamar de hospitais tais construções, porque não têm o mínimo que deveriam ter de equipamentos e de profissionais para serem consideradas como tais, além de não terem sido licitadas, algumas estarem abandonadas, ao relento, servindo de pasto para animais ou crescendo mato, como mostrado na denúncia elaborada pelos deputados Domingos Dutra e Simplício Araújo, ainda escondem uma terrível realidade, que a maioria da população não sabe: existem pacientes GRAVÍSSIMOS sendo mantidos em condições inadequadas, ou seja, fora de UTI, nessas UPAS, porque o Estado não tem leito para transferir tais doentes, com a UTI do Hospital Carlos Macieira (IPEM) lotada e do Hospital Tarquínio Lopes (Geral) também. O Governo do Estado não construiu, em São Luís, mais nenhum leito de UTI, nos últimos anos.
    Conversei ontem com um colega que trabalha na UPA do Vinhais e, neste momento, existem dois pacientes nessas condições, sem que se tome uma providência, como, por exemplo, como manda o bom senso e a boa prática médica, transferí-los para UTI de hospitais particulares. Eles estão na ala vermelha daquela unidade,sendo que , a qualquer hora, podem vir a ter parada cárdio-respiratória, quando poderiam ser operados e salvos, já que seus quadros são reversíveis com cirurgia ( de crânio). Isso está acontecendo em todas as UPAS. Mas o secretário de saúde não faz isso para não gastar, porque eles acham mais importante gastar dez milhões com a Beija-Flor, do Rio de Janeiro, do que com maranhenses que poderiam ser salvos.
    ESTE É UM ALERTA ÀS FAMÍLIAS MARANHENSES!

  2. SAMUEL DE VITERBOS P. SANTOS-MÉDICO disse:

    Complementando a denúncia acima realizada por mim, impõe-se aos maranhenses hoje uma escolha hamletiana e cruel: é melhor levar um paciente grave/gravíssimo para uma UPA, bonitinha, mas sem resolutividade, ou para os Socorrões, lotados, feios, mas com a certeza de que o paciente será operado ?

  3. Pedro Camara disse:

    Se fosse um governo sério construiriam um hospital de Alta Compexidade em cada região do Maranhão!Se Roseana tivesse compromisso com a saúde, promoveria concurso para atender a demanda dos hospitais que ela mandou fechar.Os medicos especialistas da rede pública migraram para as clinicas particulares, daí a solução é contruir os elefantes brancos chamados de UPAS,botaram meia dúzia prá funcionar de forma precária.Faltam médicos! No portal da transparencia é na contrução civil que ocorre o maior volume de desvios de dinheiro público e o pior em carater emergencial,sem licitação. É Campeã,tá no ranking.Imaginem nessa modalidade construir 72 hospitais.É dinheiro enlatado,em caixa de vinho etc.etal.

  4. lisa disse:

    Aqui no Maranhão tudo pode: até Empresa de enlatados construir hospitais…………ninguém se espante se uma construtora passar a fornecer merenda escolar………………Enfim é Maranhão!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens