Fechar
Buscar no Site

MPF pede apuração do homicídio de líder indígena Guajajara

Do G1 MA

O Ministério Público Federal (MPF) solicitou, em reunião realizada nesta segunda-feira (30) com a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e a Promotoria de Justiça de Grajaú, a apuração do homicídio praticado contra Maria Amélia Guajajara, líder da aldeia Coquinho II, situada na terra indígena Canabrava.

A vítima teria sido executada com dois tiros por volta das 14h do último sábado (28), possivelmente em represália a uma manifestação, por mais segurança, realizada pela aldeia liderada pela vítima.

Na reunião, o MPF requisitou, além da apuração do homicídio, a adoção de providências que garantam da integridade física dos índios na BR-226, pedindo o deslocamento urgente de uma equipe da PRF para o local.

Foi pedida ainda a instalação de um posto permanente de fiscalização da PRF na região, reivindicação que já vinha sendo feita pela aldeia liderada pela vítima. Para garantir a segurança dos indígenas, o MPF indicou que a presidência da Fundação Nacional do Índio (Funai) pode solicitar o apoio da Força Nacional de Segurança.

De acordo com informações veiculadas na imprensa, os índios da aldeia Coquinho II pretendem bloquear o tráfego na rodovia BR-226 na quinta-feira (03), como forma de protesto pelo assassinato da índia Maria Amélia.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

Uma resposta para “MPF pede apuração do homicídio de líder indígena Guajajara”

  1. Cachimblema disse:

    ESTAMOS TODOS PERDIDOS.
    E ai, quando é que esse governo bundão e esse secretário midiático vai baixar essa bola e essa vaidade desenfreada e esse gosto por coletiva para enrolar a população, para ter a humildade e a ombridade de admitir que a pistolagem hj dá as cartas no MA, de ponta a ponta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens