Fechar
Buscar no Site

Maranhão segue com queda no emprego pelo sétimo mês consecutivo

desemprego2

Há sete meses consecutivos, o Maranhão apresenta saldo negativo na geração de empregos formais, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados. Enquanto no Brasil foram abertas 72 mil vagas só no mês de maio, o Maranhão, no mesmo mês, apresentou saldo negativo, com menos 1.836 empregos em todo o estado.

O número de demissões é maior que o número de contratações desde novembro do ano passado. Durante o seu discurso na tribuna da Assembleia, o deputado Rubens Jr. afirmou que o estado anda na contramão do país e do Nordeste. “Só no mês de maio, a Bahia criou mais de 4 mil empregos formais, o Ceará e Piauí apresentam saldo positivo com mais de 2 mil empregos e a Paraíba encerrou o mês de maio com um saldo de mais de mil empregos formais”, disse.

Segundo dados do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), no último mês, o Maranhão foi o 5º pior estado do país na geração de emprego. Com quase 2 mil empregos a menos, só no mês de maio, o estado apresenta o 5º pior índice de novos empregos em todo o Brasil.

“A promessa da governadora Roseana foi de criar 230 mil empregos em seu mandato. Infelizmente a realidade é outra. Este é um governo que demonstra, novamente, que não está preocupado com o cenário do nosso estado e muito menos preocupado em criar empregos para quem realmente precisa”, concluiu o parlamentar.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

3 respostas para “Maranhão segue com queda no emprego pelo sétimo mês consecutivo”

  1. Herberth Vera Cruz disse:

    John, Boa Noite! Gostaria muito de conversar com vcs. O problema é que vcs escrevem demais e o JP me deixa parado na folha da frente. Só gostaria de pedir-lhe (permita-me tentar esse pedido) pois, sou sessentão. Faça um jornalismo sempre sem 99,99% de verdade porque, quem é 0,01% desonesto é 100% desonesto e, isso vc sabe. Não tenha amigos ou colegas como armas de proteção porque, passa a ser marrom (até parece com aquela). Olhe aí, tô falando até mais que vc.Talvez seja do sangue de meu pai. Boa Noite mais uma vez! Herberth.

  2. Herberth Vera Cruz disse:

    JOHN, Olha eu de novo. Desculpe-me tentar influenciá-lo.Não se pode expressar nada em termos percentuais e radicalizei. Desculpe-me mais vez.É como diz aquela música: “… cada um em seu quadrado…”. Pedi desculpas? Agora vou dormir mais calmo. Abraços de quem admira o jornalismo como meu pai o fazia junto a Bandeira Tribuzzi, Neiva Moreira, Bogéa dentre tantos. E depois veio aquela “tempestade”. Herberth

  3. Vicente Jr. disse:

    Em 2013
    Alagoas: -40.425
    Pernambuco: -30.209
    Paraíba: -5.139
    Rio Grande do Norte: -3.505
    Maranhão: -3.479

    Nosso estado não está na contramão do Nordeste, como disse o deputado. A Refinaria parou, o boom imobiliário parece ter cedido, há atrasos em obras de infra-estrutura, mas no Nordeste, só a Bahia e o Piauí estão gerando empregos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens