Fechar
Buscar no Site

Maranhão recebe novas doses de vacinas CoronaVac

Mais um lote de vacinas contra a Covid-19 chegou ao Maranhão. Nesta quinta-feira (25), o Governo do Estado recebeu 29.600 doses da vacina CoronaVac. Este é o quarto lote do imunizante enviado ao estado e terá como público-alvo 24% das pessoas com 80 a 84 anos. O novo lote possibilitará a realização do ciclo completo de imunização em mais 14 mil pessoas nos 217 municípios maranhenses.

De acordo com a secretária adjunta da Política de Atenção Primária e Vigilância em Saúde da Secretaria de Estado da Saúde (SES), Waldeise Pereira, o Governo do Estado continuará executando a mesma logística de distribuição, utilizando transporte aéreo para os lugares mais distantes e terrestre para os municípios próximos da Região Metropolitana.

“Dessa forma, agilizamos o recebimento por parte dos municípios, para que os mesmos possam executar a sua atribuição, que é a realização da campanha de vacinação, e assim possamos atingir a cobertura preconizada pelo Ministério da Saúde”, pontua a secretária Waldeise Pereira.

Conforme a orientação do Ministério da Saúde, será distribuída apenas a 1ª dose da vacina CoronaVac; a segunda será retida. Assim, quando chegar a data da segunda dose, uma nova remessa de vacina será enviada aos municípios para que seja garantido que aqueles que receberam a primeira dose, recebam também a segunda.

Nesta quarta-feira (24), o estado já havia recebido 49.500 doses da vacina de Oxford/AstraZeneca, que começaram a ser distribuídas no mesmo dia. Nesta sexta-feira (26), será dada continuidade à distribuição dos imunizantes, incluindo novas doses da CoronaVac.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

Uma resposta para “Maranhão recebe novas doses de vacinas CoronaVac”

  1. Aston Beckman disse:

    quinta-feira, 25 de fevereiro de 2021

    VACINA ASSASSINA E DECRETOS DE LEI ILUMINATIS >>>>>>

    A empresa americana Pfizer está exigindo resgate de governos, interferindo em suas legislações e até exigindo bases militares como garantia…

    A Pfizer pediu que o governo da Argentina fosse indenizado pelo custo de quaisquer ações civis futuras, informou a WION .

    http://issoeofim.blogspot.com/2021/02/vacina-assassina-e-decretos-de-lei.html?m=1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens