Fechar
Buscar no Site

Maranhão recebe novas doses da vacina Pfizer para dar continuidade à imunização contra a Covid-19

O Estado do Maranhão, recebeu o segundo lote de vacinas Pfizer. São 31.590 doses do imunizante para a continuidade da vacinação de pessoas com comorbidades, gestantes e puérperas, e pessoas com deficiência permanente em São Luís. Por recomendação do Ministério da Saúde, as doses da Pfizer são destinadas apenas para as capitais.

Os imunizantes foram encaminhados para a Central de Armazenamento e Distribuição de Imunobiológicos do Maranhão, pertencente à Secretaria de Estado da Saúde (SES), onde foram armazenados em ultrafreezers, aparelhos que garantem a conservação adequada da vacina e podem chegar à temperatura de –86°.

Inicialmente, nesta quarta-feira (12), quatro mil doses serão entregues à Secretaria Municipal de Saúde de São Luís e as demais mantidas em conservação. A chefe do Departamento de Controle das Doenças Imunopreveníveis da SES, Halice Figueiredo, explica que as doses devem ser enviadas para o município de São Luís de acordo com a demanda da capital.

“As doses ficam sob uma temperatura que varia de -20 a -25°, podendo ficar armazenadas por até duas semanas. Nesta madrugada, iniciaremos o processo de descongelamento de parte dos imunizantes para que possamos enviá-los para a prefeitura de São Luís. Neste momento, eles estarão em uma temperatura de 2° a 8° e devem ser aplicados em até cinco dias. A entrega deve ser fracionada, de acordo com a necessidade do município, para que possamos otimizar a utilização do imunizante”, esclarece Halice Figueiredo.

Com a nova remessa, o Maranhão totaliza 2.078.360 doses recebidas, sendo 941.700 doses da AstraZeneca, 1.094.540 doses da CoronaVac e 42.120 doses da Pfizer.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

Uma resposta para “Maranhão recebe novas doses da vacina Pfizer para dar continuidade à imunização contra a Covid-19”

  1. Aston Beckman disse:

    Alô, John Cutrim, dê uma força à Mobilização dos Técnicos(as) em Enfermagem e Enfermeiros(as), que, no dia de hoje, arrasta-se pelas ruas do Brasil.
    Talvez, raríssimas pessoas, não tivessem tido os rostos desses marginalizados profissionais, como última paisagem, no seu lampejo derradeiro, ao expirarem pro andar de cima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens