Fechar
Buscar no Site

Madeira nega aliança com o grupo Sarney e dispara: “quem fala isso é a esquerda que arrebentou Imperatriz”

O prefeito de Imperatriz, Sebastião Madeira (PSDB), entrou em contato com o titular do blog na manhã de hoje para desmentir a informação de que teria feito um acordo com a governadora Roseana Sarney visando as eleições de 2012 (municipal) e 2014 (estadual). As especulações foram noticiadas na imprensa da região tocantina.

Segundo foi divulgado, o acordo consistiria em Madeira ceder, nas eleições deste ano, a vaga de vice-prefeito na sua chapa ao PMDB do grupo Sarney. Se eleito, Madeira entregaria a prefeitura para o vice em 2014 e sairia para a eleição estadual, onde poderia candidatar-se novamente a deputado federal, disputar o Senado Federal ou sair na condição de Vice-Governador.

Em conversa com o blog, o prefeito Sebastião Madeira negou de forma veemente a informação. De acordo com ele, não existe aliança fechada com o grupo Sarney com vistas às eleições.

“Tudo isso é mentira. Não negociei a vaga de vice com ninguém. Nunca falei com a governadora sobre aliança. Pelo que sei o partido dela [PMDB] tem candidato próprio, que é o Ildon Marques [ex-prefeito]”, afirmou.

Liderando, ao lado de Ildon Marques, todas as pesquisas eleitorais na segunda maior cidade do Estado, Sebastião Madeira disse que não faz sentido algum abandonar a prefeitura caso seja reeleito. “Caso vença novamente a eleição, se for da vontade da população, permanecerei os quatros anos na prefeitura, até o dia 31 de dezembro de 2016. Já fui deputado quatro vezes, e para o senado só há uma vaga. Portanto, não tem nexo isso”, asseverou.

Madeira esclareceu ainda a parceria institucional que a Prefeitura de Imperatriz mantém com o governo do Estado. Na opinião do prefeito, a cidade enfrenta muitos problemas e somente com os recursos do tesouro municipal não seria possível solucioná-los.

“A governadora Roseana Sarney tem mostrado disposição em ajudar a cidade e eu não posso recusar parceria. Mesmo eu sendo um prefeito de um partido adversário, a governadora não tem hesitado em colaborar com a nossa gestão.”, ressaltou Madeira. “Ela tem nos respeitado e eu respeitado ela, então se ela vier aqui não vou me esconder”, completou.

Quanto às acusações de que com a suposta junção com o grupo Sarney (fato já desmentido) estaria traindo a oposição e o ex-governador falecido Jackson Lago, Madeira contestou: “Nunca deixei o Jackson. Quando ele precisou, fui o primeiro a dar meu apoio, inclusive dentro do PSDB, que queria lançar candidato próprio a governador. Com minha participação o Jackson tirou 75% dos votos para governador em Imperatriz”, lembrou. Em seguida, o prefeito arrematou:

“Quem fala isso de mim é a esquerda inconformada, que arrebentou Imperatriz. Tiveram a chance e arrebentaram a cidade”, disparou Madeira, ao concluir dizendo esperar que os partidos parceiros como PDT, PSB, PPS, PP possam continuar juntos com ele.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

4 respostas para “Madeira nega aliança com o grupo Sarney e dispara: “quem fala isso é a esquerda que arrebentou Imperatriz””

  1. SILVINO GONÇALVES disse:

    O prefeito Sebastião Madeira diz que quando o governador Jackson Lago precisou dele, ele foi o primeiro a dar apoio. Muito bem, mais tem um detalhe que o prefeito esqueceu de mencionar e que faz muita diferença. Na última campanha de governador o dr. Jackson tinha uma agenda em Imperatriz, e o Madeira se comprometeu em pagar as despesas, na hora “H”, ele deixou o dr. Jakson na mão, foi preciso se fazer uma “vaquinha” para pagar as despesas do hotel, para que o dr. Jackson pudesse sair da cidade. Quem quiser saber mais detalhes da história desse tão propalado apoio de Madeira ao dr. Jackson, é só perguntar pro pastor Porto ou pro Gean o vice-prefeito, eles sabem disso. Esse Madeira é mais um oportunista dentre tantos que existem por ai, não merece a confiança daqueles que querem realmente mudar a face do Estado. Na minha opinião, o PDT, o PPS, o Pc do B, o PSB – e até o PT por não – dentre outros, deveriam se unir e lançar um único candidato para derrotar esse “camaleão” de bico curto. O povo de Imperatriz não merece ter um prefeito que acende uma vela a Deus e outra ao diabo.

  2. Inácio Augusto de Almeida disse:

    O Madeira pode ainda não ter aderido, mas que está balançando, está.
    Atentem para o que ele disse:
    “A governadora Roseana Sarney tem mostrado disposição em ajudar a cidade e eu não posso recusar parceria. Mesmo eu sendo um prefeito de um partido adversário, a governadora não tem hesitado em colaborar com a nossa gestão.”, ressaltou Madeira
    A verdade é que um político com a experiência do Madeira percebe que o Flávio Dino de oposicionista não tem nada. E como os que se dizem oposicionistas insistem em manter Flávio Dino como líder do grupo, Madeira já sinaliza que nesta canoa furada não embarca.
    Nisto ele está mais do que certo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens