Fechar
Buscar no Site

LATAM e Azul confirmam novos voos para Imperatriz e São Luís

Companhias aéreas confirmam incremento na malha aérea maranhense. A partir de fevereiro, a Azul passará a oferecer voo na madrugada aos sábados e domingos na rota São Luís-Imperatriz, tornando esse trecho diário, além de um upgrade de aeronave que antes era EMBRAER 195 e passará a ser um Airbus 320.

Já a partir de 3 de fevereiro, a Azul vai oferecer novos voos nas rotas Belo Horizonte-São Luís (um a mais aos sábados, tornando esse voo diário), Imperatriz-São Luís (um a mais aos domingos, tornando esse voo diário), e São Luís-Teresina (dois a mais, um aos sábados e outro aos domingos, tornando esse voo diário).

Já a LATAM, na rota Guarulhos-Imperatriz, a partir de 29 de março a ampliação será de 7 para 14 frequências semanais nesse trecho. Os horários passarão a ser às 22h com saída de SP e 1h chegada no MA e o segundo voo com decolagem às 4h05 e 7h05 chegada em Imperatriz.

Voos na alta temporada

Entre 20 de dezembro e 2 de fevereiro, a Azul está operando três voos semanais diretos de Campinas para São Luís, às terças e quartas-feiras. A aeronave é o Airbus A320NEO e decola às 7h50 de Campinas, chegando às 11h10. A operação da volta decola às 11h50 e chega 15h15 em SP.

Em 2018 o número de embarques e desembarques foi de 1.598.004 milhão de passageiros. Durante 2019 o fluxo já ultrapassou 1.521.166 (janeiro a novembro), de acordo com dados da Infraero.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

Uma resposta para “LATAM e Azul confirmam novos voos para Imperatriz e São Luís”

  1. Aston Beckman disse:

    Kuá, kuá, kuá, kuá, kuá, kuá!!!!!!……..
    BIBI NETANYAHU e seus capetas do Mossad estão morrendo de rir, escarnecendo dos peritos babacas que não conseguem remapear a rota do míssil: Jerusalém-Teerã!
    Trama de 007: Trump pediu ao Cavalo-de-Tróia, vizinha e inimiga do Irã, Israel, que ela perpetrasse um atentado, contra qualquer aeronave comercial; desde que a maioria dos ocupantes fossem iranianos.
    Lida e traduzida a téssera, os donos do verbo Judiar mandaram fogo no avião ucraniano, de modo que o ato se confundisse com a própria defesa antiaérea iraniana.
    Objetivo: desmoralizar o Irã ante uma retaliação contra os EUA e, ao mesmo tempo, tentar validar a acusação de o Irã além de patrocinar o terror, na Região, ainda executa atentados domésticos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens